Skip to main content

Tag: enxertos osseos

Lábio leporino e implantes dentários para substituir dentes

A pessoa que nasce com lábio leporino ou fenda palatina e ficou com problemas nos dentes, pode repor dentes que não nasceram com implantes dentários, alinhar os dentes com tratamento ortodôntico e melhorar seu sorriso. Atualmente há diversos tipos de implantes dentarios que podem ajudar nesse sentido.

O que é lábio leporino e fenda palatina

Lábio leporino é uma má formação congênita do lábio superior, causada por uma falha no fechamento de estruturas da boca ainda na fase de desenvolvimento do embrião, gerando uma ou duas fissuras no lábio superior.

A fenda pode ocorrer apenas no lábio superior ou ainda se estender por outras estruturas da boca, como por exemplo maxilar (entre dente incisivo lateral e canino), base do nariz, e no palato (céu da boca). Neste caso, a má formação é tecnicamente chamada de fenda palatina.

labio leporino fenda palatina 50kb
1 – Lábio leporino: fissura labial incompleta. 2 – Fissura labial unilateral. 3 – Fissura lábia bilateral. 4 – Fissura labial unilateral. 5 – Fissura labial bilateral. 6 – Fenda palatina. 7 – Fissura labial e fenda palatina unilateral. 8 – Fissura labial e fenda palatina bilateral.

A criança que nasce com lábio leporino e/ou fenda palatina precisa de acompanhamento de equipe multidisciplinar, que inclui pediatras, fonoaudiólogo, otorrinolaringologista, cirurgião plástico, cirurgião buco-maxilo-facial, cirurgião dentista e ortodontista.

O tratamento deve ser iniciado logo cedo para que não haja prejuízos nutricionais a criança, especialmente se a fenda se estender até o palato e base do nariz.

Nessa condição, há uma comunicação direta da cavidade bucal com a cavidade nasal e a criança deve usar uma prótese palatina para ser alimentada até que ocorra uma correção cirúrgica.

O acompanhamento de múltiplos profissionais é necessário para reduzir ao máximo os impactos que a fenda labial/palatina pode causar. Isso inclui a alimentação, fonação e audição, dentição e oclusão, respiração, desenvolvimento ósseo e muscular da face, além do bem estar e saúde em geral. O tratamento é feito em etapas e pode durar anos, dependendo da extensão da fenda bem como das estruturas envolvidas.

Impactos do lábio leporino ou fenda lábio-palatina na dentição e oclusão

A criança com lábio leporino e fenda palatina precisa de acompanhamento odontológico desde bebê, especialmente com as especialidades de ortodontia e cirurgia buco maxilo facial.

Anomalias dentárias estão sempre associadas às fissuras lábio-palatinas. As pessoas nessas condições podem apresentar dentes supranumerários (que são dentes a mais) ou então falta de alguns dentes (agenesia). Também dentes mal formados, dentes unidos e dentes mal posicionados.

O acompanhamento desses profissionais é essencial para reduzir os impactos do desenvolvimento dos dentes, arcadas, gengivas, palato e sobretudo não atrapalhar a mastigação e fala.  

Além do que, o mal posicionamento dos dentes dificulta a correta higienização bucal e favorece o surgimento de cáries, gengivites e periodontites e perda precoce de dentes.

Em média, fissuras dos lábios, base do nariz e palato mole já podem ser corrigidas cirurgicamente entre 3 a 6 meses de idade. Entretanto, a fenda residual no palato duro é corrigida posteriormente, entre 15 e 18 meses de idade.

Substituir dentes mal formados ou repor dentes que não nasceram com implantes dentários

A partir dos 17 anos, que é quando se consolida a formação óssea, é possível planejar a repor dentes ausentes ou então que não se desenvolveram direito. A reposição é feita com implantes dentários e o tratamento pode ser feito em integração com tratamento ortodôntico para reposicionar os dentes e fechar espaços.

Mesmo quando corrigida na infância, a fenda geralmente afeta a formação óssea da maxila entre dente incisivo lateral e canino e o nascimento de algum dente (agenesia). Por isso, antes da colocação do implante dentário, pode ser indicado o procedimento de enxerto ósseo para reconstruir o volume ósseo. O tratamento com implante deverá ser coordenado de forma a permitir conforto ao paciente. Atualmente a cirurgia de implante dentario é simples, e traz grandes benefícios ao paciente.

1 – Dentes desalinhados, falta de dente e falha óssea. 2 – Alinhamento dos dentes com tratamento ortodôntico. 3 – Cirurgia de enxerto ósseo para corrigir a falha, e logo depois a colocação de implante dentário. 4 – Instalação da coroa sobre implante.

A integração entre as especialidades odontológicas é essencial para planejar o tratamento e dessa forma melhorar o sorriso de pessoas que nasceram com lábio leporino ou fenda palatina.

Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco ou então agende uma consulta com a nossa equipe. Atendemos também na modalidade de TeleOdontologia (Consulta Online).

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Enxerto ósseo: Nova técnica de enxerto com tela de titânio

O enxerto com tela de titânio é uma nova técnica de enxerto ósseo guiado com o intuito de aumentar o volume do osso em espessura ou altura no maxilar em casos de defeitos ósseos. O enxerto ósseo dentário com telas te titânio é uma técnica de regeneração óssea guiada, e portanto, permite que implantes dentários sejam instalados em áreas com volume ósseo menor.

A técnica de enxerto com tela de titânio é uma opção inovadora para aumentar a espessura ou altura óssea na região maxilar em casos de defeitos ósseos. Esse método permite a regeneração óssea guiada, o que viabiliza a instalação de implantes dentários em áreas com menor volume ósseo.

Essa técnica utiliza telas de titânio para auxiliar no processo de enxerto ósseo dentário. A utilização dessas telas proporciona resultados mais eficazes e seguros para os pacientes que necessitam aumentar o volume ósseo em regiões específicas da mandíbula. É uma técnica promissora que tem se mostrado bastante eficiente na área da odontologia.

Porque fazer o enxerto ósseo dentário?

O enxerto ósseo é importante para a implantodontia, não apenas para criar um volume ósseo necessário para implantes, como também para favorecer o posicionamento adequado dos implantes. Os enxertos ósseos permitem dessa forma uma melhor previsão de resultado estético ao fim da reabilitação oral. Hoje os enxertos ósseos para implantes dentários são menos invasivos e menores do que já foram no passado.

Foto de uma tela de titânio utilizada para enxertos ósseos. As perfurações permitem a passagem de nutrientes para as células ósseas durante a calcificação.

Enxertos ósseo: Tipos e técnicas

O avanço das tecnologias digitais também beneficiou os implantes e os enxertos ósseos, hoje temos:

  • Técnicas de projetos de próteses com Cad/Cam
  • Radiologia digital
  • Cirurgias de implante guiadas por computados (implantes guiados)
  • Tomografia computadorizada com imagens tridimensionais da arcada
  • Softwares especializados para prever o volume ósseo necessário para cada caso.

Deste modo, podemos simular e planejar os melhores posicionamentos e distribuição dos implantes por computador antes mesmo de fazer a cirurgia.

Se não puder comparecer pessoalmente a sua consulta, considere realizar uma consulta virtual on-line com nossos especialistas.

Enxerto ósseo em bloco ou com tela de titânio

O enxerto ósseo em bloco e o enxerto com tela de titânio são duas técnicas diferentes de enxerto ósseo. O enxerto ósseo em bloco é uma técnica que envolve a remoção de um bloco de osso de uma área doadora e sua fixação na área receptora, do mesmo paciente na mesma cirurgia.

Ou alternativamente, pode ser feito com osso do banco de tecidos. Trata-se de um fragmento de tecido ósseo humano, coletado de doadores de órgãos no do Hospital das Clínicas da USP em São Paulo. O Material é considerado seguro, pois vem testado para diversas doenças. Sua Principal vantagem é evitar a coleta de osso do paciente e tem boa cicatrização e aceitação.

Já o enxerto com tela de titânio é uma técnica de regeneração óssea guiada que envolve a colocação de uma tela de titânio sobre a área que precisa de enxerto e o preenchimento da área com material de enxerto. A tela de titânio ajuda a manter o material de enxerto no lugar e permite que o osso cresça através dela. É uma técnica mais simples e que funciona muito bem. Além disso só utiliza materiais sintéticos como biomateriais que não precisam extração de tecidos do paciente.

enxerto com tela de titânio
Os exames modernos que incluem a tomografia computadorizada permitem a análise das regiões com deficiências ósseas. Na tomografia é possível medir o osso e dimensionar o enxerto que será necessário para as regiões que precisarem do enxerto com tela de titânio.

Como é o enxerto com tela de titânio:

Antes de tudo, o paciente é submetido a exames radiológicos que mostrem melhor o volume ósseo bem como seus defeitos e atrofias. Então é realizado o planejamento virtual do tratamento por meio de sistemas computadorizados, que permitem prever o quanto falta de osso naquela região específica. Agora sim, com tudo planejado pode ser agendada a cirurgia de colocação do enxerto ósseo com tela de titânio.

Logo após, uma cirurgia é realizada para colocação das partículas de enxerto ósseo na maxila e a fixação do enxerto com tela de titânio, de modo a proteger, manter e moldar o material de enxerto.

A tela funciona similarmente à uma barreira física e sua maleabilidade permite a criação de um espaço destinado à migração de células formadoras de osso, que são atraídas e estimulam o crescimento ósseo. A gengiva é fechada sobre a tela com material de enxerto.

Enxerto com tela de titânio: A tela de titânio é posicionada sobre a região que precisa do enxerto ósseo dentário. No interior dessa rede ou malha é colocado o biomaterial que estimulará a regeneração do osso na região.

Enxerto ósseo com tela de titânio: é seguro ?

A técnica de enxerto com tela pode ser realizada no momento em que se colocam os implantes ou como reconstrução prévia à colocação dos implantes. Normalmente a tela permanece por um tempo até que ocorra a completa regeneração óssea. Logo após é feita a reabertura para sua retirada. No período de regeneração óssea o paciente utiliza uma prótese provisória para que ele tenha suas atividades normais.

A técnica de regeneração óssea guiada minimiza a chance de reabsorção do enxerto ósseo, o que na prática significaria a perda do enxerto. Substituem as indicações dos enxertos ósseos em bloco com osso da própria pessoa ou com osso do banco de tecidos (banco de osso) A técnica de enxertia com malhas de titânio pode substituir a necessidade de cirurgias maiores e mais invasivas como a de implantes zigomáticos.

Quando é necessário fazer o enxerto com tela de titânio ?

Em nossa experiência, apenas em casos muito pequenos esta técnica de enxerto ósseo com tela de titânio estaria contraindicada pela própria necessidade de espaço da tela para sua colocação. A técnica de enxerto com tela pode ser realizada como reconstrução prévia à colocação dos implantes para quase todos os casos:

  • Enxerto ósseo para todo o maxilar
  • Enxerto para Implante individual
  • Implante e enxerto ao mesmo tempo parcial

A técnica de enxerto com tela de titânio tem estudos que comprovam sua eficácia em casos de aumento em espessura e em altura óssea. Sabemos que os ganhos em altura do osso são mais difícil de obter, mas são possíveis ganhos moderados verticais com o uso das malhas de titânio associadas às reconstruções ósseas. Em casos específicos a cirurgia de enxertos poderá ser feita sob sedação ou anestesia geral.

ImplArt Odontologia é especializada em Implantodontia e realiza todas as técnicas de enxerto ósseo para implante.

O paciente não fica sem os dentes durante o tratamento com enxertia óssea, nem para o enxerto com tela de titânio. Sempre temos a preocupação de fazer uma prótese provisória para atender a sua necessidade estética.

Conclusão

As técnicas de enxerto ósseo com tela têm se mostrado eficazes na promoção do aumento em espessura e altura óssea. Estudos comprovam sua eficácia, tornando possível obter ganhos moderados tanto na vertical quanto na horizontal. É importante ressaltar que em casos específicos, a cirurgia de enxertos pode ser realizada com o uso de sedação ou anestesia geral para garantir o conforto do paciente.

A ImplArt Odontologia é especializada em Implantes Dentários e oferece todas as técnicas de enxerto ósseo para implante. Durante o tratamento com enxertia óssea, o paciente não ficará sem os dentes, nem mesmo durante o enxerto com tela de titânio. Sempre será desenvolvida uma prótese provisória para atender às necessidades estéticas do paciente. A ImplArt Odontologia busca proporcionar um tratamento completo e personalizado para seus pacientes.

Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo ou então agende sua consulta com a nossa equipe odontológica. Estamos localizados na Região da Avenida Paulista em São Paulo-SP e podemos receber pacientes de outras cidades mediante planejamento prévio.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

O que é enxerto ósseo dentário

O enxerto ósseo dentário pode ser indicado para pessoas que perderam um ou mais dentes devido a acidentes ou extrações e precisam reconstituir o sorriso com a colocação de implante dentário.

O enxerto ósseo dentário é um procedimento recomendado para pessoas que perderam um ou mais dentes devido a acidentes ou extrações e desejam restaurar seu sorriso através da colocação de implantes dentários. Esse procedimento é realizado para fortalecer e reconstruir o osso da mandíbula ou maxila, proporcionando uma base sólida para os implantes. Durante o enxerto ósseo, o cirurgião dentista utiliza material ósseo sintético, do próprio paciente ou de um doador, para preencher e regenerar a área afetada. Após a realização do enxerto ósseo, é possível prosseguir com a colocação dos implantes dentários e, assim, obter um sorriso completo e funcional.

Enxerto ósseo é uma técnica utilizada para reconstruir uma área de osso que perdeu volume, altura ou espessura

Há alguns casos nos quais não é possível colocar implantes dentários sem antes fazer um enxerto ósseo para implante ou cirurgia de enxerto ósseo na gengiva. Algumas pessoas, quando perdem os dentes e não os repõem de forma imediata, sofrem uma reabsorção óssea, perda óssea – atrofia óssea.

Quando é preciso implante com enxerto osseo ?

Então o osso da região fica com menor espessura e altura ou então com defeitos no formato. No maxilar superior, pode ocorrer o aumento do tamanho do seio maxilar, em princípio impede a colocação de implante sem realizar o enxerto. Dessa maneira o enxerto ósseo serve para recompor a estrutura suficiente para a realização do implante, devolvendo o volume perdido ao osso atrofiado. Para essa técnica, o dentista tem a opção de utilizar material ósseo do próprio paciente, retirado da boca (para pequenas reconstruções) ou retirado de outros locais, como o osso da bacia (ilíaco) e calota craniana (para grandes extensões).

Em casos de enxertos menores, a técnica de enxerto ósseo pode ser realizada no próprio consultório com o uso de anestesia local. A maioria dos enxertos ósseos menores são muito simples e abrangem 80%dos casos, não requerem cirurgias adicionais, não causam dor nem trauma ao osso e gengiva. Já nos casos de áreas maiores, a intervenção cirúrgica é realizada em um hospital por uma equipe maior e multidisciplinar, sob anestesia geral.

Curiosidade: Alguns pacientes confundem os termos e chamam os enxertos ósseos de implantes ósseos.

Quais são os biomateriais utilizados em enxertos ósseos?

Existem algumas opções de biomateriais para os enxertos ósseos. Entre os materiais possíveis tem o enxerto ósseo xenógeno, quando o osso é proveniente de animais (osso liofilizado bovino – Genox, Bioss, Straumann Botiss), osso humano proveniente de bancos de ossos (transplante ósseo) ou então usar materiais vítreos sintéticos (hidroxiapatita sintética).

Entretanto, o material de enxerto com mais facilidade de regeneração é o enxerto ósseo retirado da própria pessoa (osso autógeno). O osso pode ser fragmentado ou em bloco.

Medo da cirurgia de enxerto ósseo?

Muitas pessoas tem medo de realizar um enxerto ósseo, mas de fato trata-se de um procedimento muito simples. Todos os materiais são seguros e passam por um controle rigoroso. Os enxertos ósseos menores não são invasivos e podem ser utilizados para complementar o osso ao redor de um implante recém colocado. O cigarro é um complicador para a realização de enxertos ósseos, diminuindo a chance de sucesso. Já em pessoas que perderam seus dentes há muitos anos podem ser necessários enxertos ósseos maiores. A Clinica Dentaria ImplArt tem a filosofia de evitar os enxertos ósseos e domina as técnicas alternativas como por exemplo:

Técnica de levantamento do seio maxilar ou sinus lift

O levantamento do seio maxilar ou sinus lift é um procedimento cirúrgico para enxerto ósseo na região do maxilar superior. O objetivo é aumentar a quantidade óssea em altura para permitir a colocação de um implante dentário mais longo. Quando uma pessoa perde um ou mais dentes na arcada superior, há uma perda óssea em altura e o seio maxilar abaixa (fig.1). O procedimento é realizado dessa forma: Em primeiro lugar é realizada uma pequena abertura na gengiva na região lateral do defeito ósseo (fig.2).

Em seguida, no interior dessa abertura é colocado uma quantidade variável de material precursor de regeneração óssea (figs.3,4). A cirurgia é rápida e normalmente não demora mais que 30 minutos com um cirurgião experiente. Deve-se esperar um tempo de regeneração óssea entre 4 a 9 meses (fig.5), e então a colocação dos implantes e próteses (fig.6), porém realizamos exames radiográficos antes para verificar o andamento da regeneração óssea.

Materiais utilizados em enxerto osseo dentario

Nos dias de hoje temos uma variedade de materiais que podem ser utilizados para enxertia do seio maxilar:

  • Osso liofilizado bovino – Genox
  • Osso autógeno (da própria pessoa)
  • Hidroxiapatita sintética (precursor ósseo)
  • Osso homólogo de banco de ossos (transplante ósseo)
  • Materiais vítreos sintéticos – Bioss

Leia mais: técnica de enxerto com plasma rico em plaquetas

Leia mais: técnica de enxerto com plasma rico em fibrinas

Estudos mostram que todos os materiais são favoráveis para este tipo de enxerto, dependendo somente da preferência do cirurgião.

Exemplo clínico: foi extraído um dente e houve rebaixamento do seio maxilar. A segunda imagem mostra o enxerto com osso liofilizado bovino após 2 meses de pós operatório

É normal ter medo de fazer o enxerto ósseo ?

É comum sentir medo antes de um enxerto dentário. O procedimento pode parecer assustador, em realidade pode ser bem simples. É importante lembrar que o enxerto ósseo dentário é um tratamento comum para repor o osso alveolar perdido por conta da falta de dentes. O enxerto ósseo é geralmente feito com anestesia local e sedação consciente, o que significa que você estará acordado, mas relaxado e sem dor durante todo o procedimento. Se você ainda estiver preocupado, converse conosco sobre suas dúvidas e pergunte sobre as opções de sedação disponíveis para ajudá-lo a se sentir mais confortável durante o procedimento. Estamos aqui para orientá-lo a ajudá-lo!

Conclusão

Estudos mostram que todos os materiais são favoráveis para enxerto ósseos e a indicação correta, depende do tipo de reconstrução necessário para o caso e da preferência do cirurgião. Consideraremos na escolha fatores como biocompatibilidade, disponibilidade e propriedades físicas e químicas dos materiais. Será fundamental realizar uma avaliação detalhada de sua saúde geral, condições ósseas e expectativas de resultado.

O Dr. Roberto Markarian é especialista em implantes dentários e prótese dentária com milhares de implantes instalados. Devido à grande experiência clínica e cirúrgica, já conseguiu realizar inúmeros casos de reabilitação sem a necessidade de enxerto ósseo dentário e que haviam recebido indicações de enxertos por outros especialistas. Se você ficou com alguma dúvida, ou quer saber preços de enxerto ósseo dentário, entre em contato através de um dos canais abaixo ou agende um consulta conosco.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Como é realizado o implante dental?

Consulte o artigo a seguir se você gostaria de saber como é feito o implante dental.

A reabilitação oral com implante dental é um tratamento que pode mudar radicalmente a vida de pessoas que sofrem pela ausência de um ou mais dentes. Com implante dentario conseguimos conquistar uma estética natural, além de proporcionar conforto e bem estar aos pacientes. Portanto, trata-se de uma moderna solução, com cada vez mais recursos, para que dessa forma o paciente volte a se alimentar e sorrir sem preocupação. Atualmente, contamos com diversos tipos de implantes dentarios, capazes de tornar o tratamento com implante mais rápido, entre eles está o implante Suíço Slactive, da Straumann.

Implante dental e seu passo a passo

Além disso, devemos citar, também, o mais moderno implante dentário, o implante ceramico, ou implante de zirconia. Há duas versões, um da empresa suíça Straumann, e outro da nacional Neodent. Por não possuírem metal em sua composição, são muito indicados para pacientes com alergia a metais. Além disso, são muito utilizados em pacientes que simplesmente não querem a presença de metais em seu organismo.

Por isso resolvemos abordar as questões mais frequentes sobre implante dentario, e as respostas sob o meu ponto de vista e experiência profissional.

Após a cirurgia de implantes dentários feita dói muito?

Normalmente não dói fazer implantes. Sentir ou não sentir dor é relativo, pois depende de alguns fatores, como a técnica aplicada, a sensibilidade individual de cada paciente, entre outros.

Porém não é raro ouvir dos pacientes, depois que vários implantes são feitos em um mesmo dia, de que considerou o pós operatório tão tranquilo que nem parecia que tinham sido submetidos à uma cirurgia.

De qualquer forma, o cirurgião que realiza a colocação dos implantes receita analgésicos para serem tomados, caso necessário.

A cirurgia de implante dental é demorada?

Portanto, a duração para colocação de cada pino pode variar entre alguns minutos a 1 hora, de acordo com a complexidade do caso.

procedimento de implante dentario, implante dental
Como é feito? Procedimento de implante dentário: O pino de implante é colocado no osso e depois receberá uma prótese aparafusada

Quanto custa o implante dentário feito?

A colocação d implante dental é certamente uma técnica capaz de transformar a vida de uma pessoa. Seja aquela que usa dentaduras há muitos anos e por diversas vezes já sofreu com uma prótese mal adaptada que machuca.

São muitas histórias que já ouvi. Então, dizer que algo é caro ou barato é relativo. Tudo depende do que você busca e de como isso vai afetar positivamente a sua vida.

Além disso, a colocação de implantes dentários demanda o conhecimento e habilidade de profissionais que dedicaram seu tempo aos estudos (e continuam se dedicando ao longo da carreira) para dominar as técnicas que envolvem, não só a colocação, mas a estabilização e manutenção dos implantes ao longo dos anos.

O rosto fica inchado e a gengiva sangra depois de fazer a cirurgia de implante dental?

Normalmente não incha o rosto fazer implantes, mas o cirurgião orienta cada paciente sobre a melhor conduta caso isso ocorra.

fazer implante dentário
Após fazer o implante dental o paciente receberá um dente. Neste caso o implante é de zircônia e não de titânio.

Os implantes dentários uma vez feitos duram pra sempre?

Estudos recentes demonstram que implantes feitos de boa qualidade, que foram bem instalados em pacientes que fazem visitas regulares ao dentista, estão em função há mais de 40 anos em ótimas condições. Saiba que atualmente há diversos tipos de implantes dentarios, inclusive um que não tem metal em sua composição, trata-se do implante ceramico, da Straumann.

A osseintegração é a fase mais importante do tratamento com implantes dentários?

Sim. A osseointegração é literalmente a cicatrização inicial do implante. Um bom cirurgião só indica os implantes dentários principalmente quando constata que o organismo do paciente tem condições de fazer a osseointegração.

Ainda assim, existem casos que ela não ocorre como o esperado e o implante não se firma, sendo expelido. Mas até para estes casos existe solução, o tratamento apenas acaba sendo mais lento.

O organismo pode rejeitar o implante dental ou ele pode sair?

O que pode ocorrer na verdade não é uma rejeição do implante dental após feito, mas uma má integração do implante com osso. Isso pode ocorrer por diferentes motivos, inclusive por infecção ao redor do implante (periimplantite), sobrecarga ou alergia. Em todos esses casos o implante pode se soltar, devendo ser retirado do osso.

Quando um implante dental cai, não existe mais solução?

Depende do que levou à queda do implante dental. Na maioria dos casos de rejeição, o implante pode ser refeito depois de um determinado período de recuperação do osso da região, o que deve ocorrer após alguns meses. Porém em alguns casos o paciente pode fazer o implante na mesma hora da remoção. Importante saber que a chance de sucesso de um implante dentário é muito alta.

Implante dentário pode causar alergia?

Implantes dentários de boa procedência raramente causam alergia. Porém, os pacientes com alergia ao níquel devem informar seu cirurgião antes de iniciar o tratamento. Atualmente também existem implantes de cerâmica pura, livre de metais.

Como fazer implantes em pessoas com pouco volume ósseo?

Sim, existem implantes de diferentes tamanhos que atendem pessoas com razoável perda óssea. Em casos mais avançados, é possível reconstruir a estrutura com enxertos ósseos dentários. Cada caso e conduta são avaliados individualmente.

Hoje em dia existem formas de fazer planejamentos computadorizados de cirurgias implantológicas que nos ajudam muito a colocar implantes em casos difíceis.

De onde vem os materiais usados para fazer enxertos ósseos?

Existem diferentes técnicas para fazer o enxerto ósseo. Veja as principais:

Todos os materiais são analisados e submetidos a esterilização a fim de impedir contaminações e rejeições.

Como fazer o enxerto ósseo dentário? É um procedimento difícil?

Não necessariamente, os enxertos ósseos existem em variedade de tamanho e técnica. Em alguns casos são feitos em poucos minutos e são pequenos, em outros casos são maiores e podem representar um desafio, que deve ser avaliado pelo implantodontista.

Como é constatado se existe volume ósseo suficiente para o implante dental ?

Através da realização de uma tomografia computadorizada. É um exame radiológico de altíssima precisão e confiabilidade para medição das dimensões ósseas.

Qualquer pessoa pode fazer implante e carga imediata?

Não. A pessoa precisa ter volume ósseo suficiente e estar em boas condições de saúde. Portanto, pacientes fumantes, diabéticos e com bruxismo, por exemplo, inicialmente não são bons candidatos para a técnica de carga imediata, sendo melhor fazer o tratamento por partes.

Quando falta só um dente no fundo da boca é necessário fazer implante?

SIM! A realidade é que, quanto mais cedo for colocado um implante no local onde houve uma extração dentária, melhor. A falta de um dente pode causar um desequilíbrio em toda a arcada. Se o dente não for substituído logo, o organismo reabsorve o osso local, e essa perda óssea e o remodelamento gengival. Por conseqüência podem tornar a colocação de implante e prótese um pouco mais complicada no futuro.

Fazer o implante dental causa mau hálito?

Tudo depende da forma como o paciente cuida da higiene oral. Alguns tipos de implantes necessitam de um cuidado especial com a limpeza para evitar o acúmulo de resíduos alimentares. O cirurgião dá as orientações ao paciente de como ele deve realizar a higienização oral logo após a cirurgia e ao longo da vida.

Também é fundamental que o paciente retorne ao consultório de 6 em 6 meses (ou a critério do dentista) para realizar uma limpeza profissional. A prótese dentária também precisa de cuidados, assim como a dentição natural.

Implante dental é difícil de limpar?

Não é difícil, mas o paciente precisa se comprometer a manter uma higiene oral adequada, porque a saúde dos implantes também depende disso. Cada modelo de implante e prótese tem sua forma de higienização adequada. Existem até instrumentos exclusivos que auxiliam nesta tarefa. Também cabe ao cirurgião orientar seu paciente.

O que fazer se aparecer pus ou alguma secreção no local do implante?

Procurar o dentista que o colocou o quanto antes pois o pús pode não ser nada ou pode ser uma infecção no implante dental.

O que fazer se o implante ficar com mobilidade?

Se o implante dental estiver mole, procure o dentista que o colocou o quanto antes. Poderá ser o pino do implante mole ou poderá ser o dente que está se soltando apenas.

Fazer a prótese dentária sobre implante fica com aparência artificial?

Atualmente trabalhamos com materiais modernos que deixam as próteses cada vez mais parecidas com a dentição natural. Portanto ninguém fica obrigatoriamente dentuço com uma prótese sobre implantes.

É o caso, por exemplo, da prótese de porcelana dental com estrutura interna em zircônia branca. Esses materiais são bastante estéticos e comparáveis aos dentes na cor, textura e resistência.

Só existem implantes de titânio no mercado?

Não, também existem implantes de cerâmica branca (zircônia), especialmente indicados para a região anterior, quando a gengiva do paciente é muito fina ou quando o paciente tem alergia ao níquel.

Só existe um tamanho de implante?

Existe uma grande variedade de implantes com tamanhos e diâmetros diferentes para atender diferentes necessidades. Existem implantes dentais maiores, menores, mais finos e menores, mais grossos, mais longos, tudo depende do planejamento e finalidade.

quanto custa implante dentario
Como fazer um implante parecer um dente perfeito ? ajuda muito se estiver bem posicionado

Diabético pode fazer implantes?

Em princípio, o diabético é um paciente que temos que avaliar bem antes de fazer um implante dentário. Os implantes precisam de uma ótima cicatrização para se manterem firmes no lugar, e como sabemos, o paciente com diabetes não controlada tem dificuldade de fazer uma boa cicatrização em qualquer ocasião.

Fumante pode fazer implantes?

O fumo causa uma alteração na circulação sanguínea e, consequentemente, na oxigenação celular. Essa alteração pode dificultar a cicatrização dos implantes, portanto a incidência de problemas em fumantes é muito maior! Outros problemas que poderiam ocorrer devidos ao fumo:

  • Perda óssea decorrente da infecção periodontal
  • Comprometimentos estéticos, como dentes manchados
  • Maior chance de perder implantes por rejeição
  • Maior chance de infecção em enxertos ósseos

Portanto, o paciente fumante também precisa ser bem avaliado antes de uma cirurgia destas. Para a pessoa que pretende colocar implantes dentários, a melhor e mais urgente recomendação que posso dar é: não fume!

Qual a idade mínima para fazer os implantes?

A partir dos 17, 18 anos (que é quando a fase de crescimento ósseo termina), em princípio os implantes dentários já podem ser indicados. Porém antes de fazer o implante dentário é necessário verificar se o crescimento do jovem já parou.

Qualquer dentista pode fazer a cirurgia de implantes dentários?

O ideal é que a pessoa realize seus implantes com um Dentista especializado em Implantodontia. O Implantodontista é o especialista que dedicou pelo menos 3 anos a mais de estudos além da graduação de Odontologia, para dominar as técnicas de colocação, estabilização bem como manutenção de implantes dentários.

É possível fazer implante de todos os dentes, um a um?

Sim é possível fazer implante dentário um a um desde que as condições ósseas permitam, o que raramente ocorre. O mais comum é realizar uma prótese fixa suportada por alguns implantes, chamada prótese protocolo. Cada caso é avaliado individualmente.

É possível fazer implante dental em um local onde tinha infecção/periodontite?

Sim, é possível, desde que a infecção periodontal seja bem limpa e controlada para não prejudicar a cicatrização dos implantes. O controle pós operatório também é mais frequente com estes pacientes.

Se você tem mais alguma dúvida sobre este assunto, quanto custa implante dentário e prótese dentária, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo.

Dr. Roberto Markarian

dr-roberto-markarian-msc-doutorado-em-curso-e-especialista_19566829191_m
PhD em Implantodontia, Especialista em Implantes e Próteses Dentárias – Coordenador Cientifico da Clínica ImplArt

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Implante zigomático: desvantagens e riscos

O implante zigomático é uma técnica cirúrgica para reabilitação oral total no maxilar superior com implantes dentários e prótese, em que os pinos de titânio são fixados no osso zigomático.

Implante zigomático é apenas uma opção de tratamento (o pino de implante zigomático é longo!). É importante saber que a maioria dos casos de perda óssea pode ser resolvido com cirurgias menos agressivas. As cirurgias de enxerto ósseo são menos agressivas e podem preparar o paciente para receber um implante dentario de tamanho e colocação convencional

O Osso zigomático é o osso da maça do rosto, logo acima das bochechas e abaixo dos olhos.

osso zigomatico
Localização do Osso zigomático no crânio (em vermelho). Observe que o osso zigomático é distante da boca.

Indicação do implante zigomático

Esta técnica de implantes zigomáticos é normalmente indicada sobretudo para pacientes com severa perda óssea no maxilar superior ocasionada pela ausência prolongada de dentes.

A cirurgia de implante zigomático é portanto uma alternativa às técnicas cirúrgicas tradicionais que utilizam implantes dentais e enxertos.

Em geral os pacientes que optam em conjunto com o implantodontista em usar implantes zigomáticos o fazem pois a maior vantagem do implante zigomático é o tempo de tratamento.

O tratamento com implante zigomático pode ser mais rápido do que os tratamentos com enxertos ósseos e implantes curtos, entretanto, é uma técnica mais invasiva que o implante convencional.

Em geral para a técnica de implantes zigomáticos são inseridos entre 2 e 4 implantes. O número mínimo de implantes para reter uma prótese fixa é quatro (implantes all on four).

O osso do zigoma é muito duro e em geral os implantes travam bastante o que permite usar carga imediata, ou seja prender uma prótese provisória aos implantes no dia da cirurgia.

Entretanto, a indicação do implante zigomático deve obedecer a critérios específicos.

Desvantagens do implante Zigomático

O implante no osso zigomático é uma cirurgia considerada mais invasiva e complexa do que a técnica de enxerto ósseo.

Por isso a cirurgias para colocação dos implantes no zigoma devem ser feitas em hospital, sob anestesia geral.

Portanto os implantes zigomáticos não pode ser indicados em qualquer caso.

Além disso os cilindros de implantes utilizados na técnica zigomática são de três a quatro vezes maiores que os implantes normais.

Portanto a instalação depende de muita habilidade do cirurgião para não danificar outras estruturas faciais vizinhas.

Além disso, se ocorrer alguma falha na osseointegração dos implantes zigomáticos, os pinos e a prótese perderão suporte.

Dessa forma o tratamento sofrerá com atrasos e com a necessidade de procedimentos adicionais, como o enxerto ósseo.

Principais riscos do implante zigomático:

  • cirurgia grande feita em ambiente hospitalar
  • precisa de anestesia geral
  • há custo do hospital e anestesia envolvido
  • pode causar infecções recorrentes nos seios maxilares (sinusite)
  • Risco de lesionar estruturas vizinhas (vasos da face, nervos, e até mesmo a órbita (olhos).
  • Em casos de rejeição pode haver infeções ósseas.
  • A prótese ocupa uma parte do céu da boca
  • A prótese dentária final é grande
implante zigomatico ceu da boca
Aspecto de uma prótese dentária fixa para implante zigomático vista pelo lado interno. Observe no céu da boca a presença de fixações metálicas. A angulação e profundidade do implante zigomático em geral fazem com que a emergencia do implante na boca seja mais para dentro do que o ideal. Alguns pacientes se acostumam mas outros ficam incomodados com a prótese pelo seu volume aumentado por dentro.

Outras técnicas de implante sem usar o zigomático

Saiba mais sobre enxerto ósseo.

O implante zigomático é mais uma alternativa ao paciente que perdeu todos os dentes.

Mas hoje em dia, as técnicas de enxerto ósseo para aumento do volume bem como para o levantamento do seio maxilar são muito simples e com resultados bastante satisfatórios.

Em que primeiro lugar se reconstrói a estrutura óssea perdida do maxilar com enxertos ósseos, e só depois que há cicatrização, são colocados os implantes dentários.

Além disso, nos últimos anos foram desenvolvidos implantes mais curtos que são especialmente indicados para pacientes com perda óssea no maxilar.

Esses avanços permitem que a técnica de enxerto ósseo seja preferencialmente indicada e somente em casos mais complexos, a indicação do implante zigomático.

Em alguns casos as cirurgias guiadas de implante também evitam a indicação de implantes zigomáticos.

Exames radiológicos: a primeira imagem mostra o defeito decorrente da perda Óssea. A segunda imagem mostra a formação óssea dois meses depois do enxerto.
Exames radiológicos: a primeira imagem mostra o defeito decorrente da perda óssea. A segunda imagem mostra a formação óssea dois meses depois do enxerto.

Alternativas ao implante do zigomático: Enxerto do seio maxilar

A cirurgia de levantamento do seio maxilar consiste na realização de uma pequena abertura na gengiva na região lateral do defeito ósseo.

Então no interior dessa abertura, é colocada uma quantidade variável de material precursor de regeneração óssea.

A cirurgia é rápida e normalmente não demora mais que 30 minutos principalmente com um cirurgião experiente.

Após a realização do enxerto, os implantes deverão ser colocados dentro de 4 a 9 meses.

O tratamento com implantes +enxertos demora mais porém é mais seguro do que a técnica do implante no zigoma.

Durante esse período são realizados exames radiográficos para verificar o andamento da regeneração óssea e o melhor momento para a inserção dos implantes.

Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou então entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

(11) 3262-4750

contato@implart.com.br

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

Há quemá procure por: implante zigoto, implante zigomati

Extração de um dente infeccionado e implante em seguida: é possível?

Essa é uma dúvida comum em pacientes que necessitam extrair um dente infeccionado ou outros acometimentos, e gostaria de substituí-los por implantes e próteses fixas em seguida. De uma forma geral, os implantes dentários podem ser colocados no lugar do dente infeccionado.

Também com doença periodontal pré-existente, cistos ou lesões, desde que não haja grande comprometimento da estrutura óssea e gengival. Essa técnica é chamada de implante imediato e tem baixa probabilidade de insucesso.

Porque devo remover o dente infeccionado o quanto antes

Remover o dente infeccionado o quanto antes é importante para evitar complicações adicionais, como propagação da infecção, dor intensa e danos aos tecidos circundantes. Além disso, a remoção precoce pode ajudar a preservar a estrutura óssea e gengival, facilitando a colocação de um implante dentário no futuro, se necessário. Portanto, é recomendado buscar tratamento odontológico imediato para remover o dente infeccionado e evitar complicações futuras.

dente infeccionado
dentes infeccionados que não podem ser reconstruídos precisam ser removidos com urgencia

A rapidez desse processo é uma forma de garantir conforto e autoestima ao paciente nessas situações. Isso porque ele não precisa mais ficar sem dentes em nenhum momento. As principais infecções e acometimentos que podem resultar em uma extração dentária são:

Obviamente, o implante imediato pós-infecção exige cuidados extras na execução e manutenção, não tanto do implantodontista, quanto do paciente. A seriedade do implantodontista se deve no controle total da doença que causou a extração, que vai desde a limpeza mecânica e química da área até a prescrição de antibióticos no pré e pós-operatório para prevenção de infecções.

Já com relação ao paciente, cabe-lhe tomar a medicação prescrita de forma correta, a cautela com o esforço mastigatório nos primeiros meses, o cuidado redobrado com a higienização oral adequada (no pré e pós-operatório e ao longo dos anos) e comparecimento às visitas regulares ao consultório odontológico para devidas manutenções.

Saiba mais sobre doença periodontal

Preciso fazer Enxerto ósseo quando o dente tinha uma infecção ?

Quando há um comprometimento mais extenso da estrutura óssea e gengival (a preservação dessas estruturas são essenciais para receber e sustentar os implantes), é possível que o cirurgião prepare a área e aguarde que o organismo inicie uma regeneração óssea naturalmente e formar a estrutura ideal para colocação dos implantes, evitando assim a necessidade de reconstrução por enxertos ósseos.

Esse processo pode levar de 3 a 6 meses, portanto, exige paciência. Em últimos casos, a recomendação pode ser a reconstrução da estrutura óssea com materiais de enxertos naturais ou sintéticos. A técnica de implante imediato para substituição de dentes infeccionados exige predisposição e um pouco mais de paciência, mas tem tudo para ser um sucesso.

A técnica de implante imediato para substituição de um dente infeccionado exige predisposição e um pouco mais de paciência, mas tem tudo para ser um sucesso. É importante que o organismo inicie uma regeneração óssea naturalmente e forme a estrutura ideal para a colocação dos implantes, evitando assim a necessidade de reconstrução por enxertos ósseos. Esse processo pode levar de 3 a 6 meses, portanto, exige paciência. Em últimos casos, a recomendação pode ser a reconstrução da estrutura óssea com materiais de enxertos naturais ou sintéticos.

Clinica ImplArt

A Clínica ImplArt é composta por profissionais especialistas em implantes dentários, tendo realizado milhares de procedimentos com seriedade e resultados muito satisfatórios. Venha nos fazer uma visita!

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Escanear o código