Retratamento de canal: o que é e para que serve

O tratamento de canal (tratamento endodôntico) é um dos procedimentos mais importantes para preservação de um dente natural comprometido como alternativa à sua extração. Resumidamente, é um procedimento em se retira a polpa dentária doente ( retira o nervo do dente) em decorrência de cárie avançada ou trauma, preservando a estrutura dental restante.

Esse dente tratado permanecerá na boca e servirá de apoio para uma prótese dentária nova.

Entretanto, em algum momento pode ser necessário RE-FAZER fazer o tratamento de canal, daí vem o nome Retratamento de canal.

Já tratei o canal e agora tenho que tratar de novo?

Sim, vamos explicar a seguir porque algumas vezes você precisará tratar o canal do dente novamente.
estruturas anatomicas do dente natural: coroa, raiz, canais, osso, gengiva
estruturas anatomicas do dente natural: coroa, raiz, canais, osso, gengiva

Mas porque um canal dá errado?

Existem diferentes situações que levam à necessidade de um retratamento de canal (retratar o nervo).

Em primeiro lugar, infelizmente o tratamento endodôntico inicial pode não responder da melhor forma. De fato nenhum tratamento médico tem 100% de eficácia, e isto também vale para os tratamentos de canais.

Motivos para fazer um retratamento de canal

Um dos sinais de problema é quando o paciente trata o canal e continua relatando sintomas como incômodos, pús ou dor, principalmente sentindo dor quando morde.

Outro motivo para retratar o canal ocorre quando em exames de Raio X surge alguma lesão ou cisto na ponta da raiz (aparece que uma imagem escura e arredondada).

Esses cistos dentários acontecem quando há bactérias infiltradas no conduto do canal, indicando que o primeiro tratamento de canal não foi bem sucedido ou foi mal executado, seja pela dificuldade anatômica do dente ou falha na obturação dos canais.

Podem portanto ter ficado restos do antigo nervo dentário da raiz ou bactérias que o infeccionavam.

Se um dente ficar aberto na boca ou sem curativo, exibindo portanto a entrada do canal ele poderá se contaminar em poucos dias e portanto precisará um novo tratamento dos condutos.

Sabe-se também que em alguns casos esses microrganismos podem ser remanescentes de uma infecção anterior.

Em outros casos pode ser uma falha de resposta imunológica aos materiais dentários usados nos tratamentos anteriores.

Porém em todas essa situações a próxima opção é a mesma: RETRATAR O CANAL DO DENTE.

tratamento_de_canal_implante
Tratamento de canal bem realizado ou um tratamento de canais com problemas veja a diferença

E tratar o canal de novo vai dar certo desta vez e resolver o problema ?

A chance de um Retratamento de canal dar certo é menor do que em um tratamento de canal inicial

A decisão por um retratamento de canal leva em consideração alguns critérios, principalmente se existe expectativa de que esse retratamento terá efeito positivo para manutenção do dente antes de pensar em extraí-lo.

Outro aspecto é sobre qual é o limite de trabalho do tratamento, ou seja, até que ponto o canal pode ser explorado sem risco de perfuração ou danos às estruturas dentais. Por exemplo se o canal é estreito, muito curvado, ou muito aberto.

Outro ponto a ser observado é se há desvio ou obstrução no percurso do canal.

Quantas vezes o dente já foi retratado ? Claro que quanto mais vezes isso acontecer, pior é a expectativa de sucesso.

Como é feito o retratamento dos canais?

O retratamento consiste na reabertura, retirada de todo material aplicado no primeiro procedimento, desinfecção e nova obturação (preenchimento) e fechamento. O paciente tem que ter em mente de que um retratamento de canal tem o objetivo de manter o dente, no entanto tem uma taxa ligeiramente menor de sucesso do que um tratamento único bem sucedido, porque um tratamento de canal altera a anatomia dos canais o que torna essa região mais delicada e levando à uma dificuldade de acesso para segundo tratamento. O certo é que cada caso é estudado individualmente com objetivo de avaliar a dificuldade do procedimento versus os benefícios que podem ser alcançados.

Em quais casos não vale a pena tratar o dente ?

Há situações nas quais o prognóstico não é bom e nem vale a pena fazer o tratamento do dente. Sendo melhor indicado nesse caso a extração do elemento dental e fazer um implante dental para reconstruir a boca, por exemplo se houver:

Dúvidas sobre retratamento de canal

Estou com dor no dente com tratamento de canal. O que fazer?

O dente com tratamento endodôntico não deve doer, então a ocorrência desse sintoma pode ser sinal de que algo está errado e que muito provavelmente será necessário um retratamento. Obs: Se o tratamento no canal for recente pode haver dor por algumas semanas.

Se não estiver sentindo dor, significa que não precisa fazer um retratamento?

Não. Algumas vezes um problema, como por exemplo uma lesão ou cisto só aparecem em exames radiológicos. Por isso a necessidade de visitar o dentista regularmente.

Endereço e Contatos

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

11 3262-4750

contato@implart.com.br

clinica_implart

ImplanteDentarioClinicaImplArt

@implart

ClinicaImplart