Os implantes dentários são uma alternativa mais moderna para a falta de dentes do que próteses e pontes móveis, mas podem apresentar problemas.

Os implantes são usados ​​para substituir as raízes dos dentes e servem de base para a reposição de dentes perdidos, também conhecidos como próteses ou coroas.

As próteses sobre implantes são feitas para combinar com os dentes naturais remanescentes do paciente, para que pareçam mais naturais e exijam menos manutenção do que as próteses tradicionais. 

Apesar de todas as vantagens dos implantes dentários, os implantes não são a melhor opção para algumas pessoas. Em alguns casos, podem haver alguns problemas com o implante dentário.

Problemas podem acontecer com o implante dentário

Antes de optar por implantes dentários, é importante compreender os riscos para poder decidir o que é melhor para você. Aqui estão as 5 piores complicações do implante dentário para evitar:

1. Problemas com fraturas de Implante

Converse com seu cirurgião dentista sobre seus problemas dentários.  Se você range os dentes ou aperta a mandíbula (bruxismo) , a força pode colocar muita pressão nos implantes, aumentando o risco de uma fratura.

Outra causa de fratura no implante poderia ser a sua colocação em posição errada o que pode aumentar a pressão ou estresse sobre ele. 

Após uma fratura, os implantes devem ser substituídos, o que significa que o paciente tem que passar por todo o processo de instalação do implante, cicatrização e elaboração do dente por uma segunda vez.

Obs: Não confundir fratura no implante, que está dentro do osso com fratura do dente, fratura da prótese ou problemas nos componentes protéticos (peças que compõem as próteses).

Fraturas nas próteses geralmente não afetam os implantes, bastando substituir as próteses afetadas.

implante fraturado
implante fraturado e removido

2. Infecção no Implante e complicações

Às vezes, as infecções podem ocorrer como uma complicações do implante dentário.

Toda vez que alguém faz uma cirurgia ou tem alguma inserção de peças artificiais no corpo, há uma chance de o organismo não reagir bem. Em alguns casos (raros), ocorre uma infecção no implante.

Se houver bactérias ao redor do implante, elas podem causar problemas na forma em que o implante de metal se integra ao osso da mandíbula (osseointegração) do paciente, gerando uma inflamação no implante

Isso significa que o implante inflamado provavelmente não vai se fixar ao osso e, mesmo que isso aconteça, uma infecção pode acontecer depois de algum tempo e danificar a união entre o implante e o osso do paciente, levando à perda do implante.

Por isso na ImplArt todo tratamento começa com uma higiene Oral Completa, o que inclui o tratamento de todas as infecções e doenças dentárias antes da cirurgia de implante para reduzir os riscos de infecção no implante.

Após o implante dentário, o paciente deve higienizar corretamente e com frequência. Veja orientações sobre a higiene do implante dentário.

Qualquer paciente que perceba sinais de inflamações, inchaço, dor, ou sangramento no implante deve notificar o dentista especialista o mais rápido possível para evitar infecções.

Fale com a ImplArt por WhatsApp: (011)99598-1866

implante dentário dentro do osso

3. Parestesia – Riscos de Lesão no nervo mandibular

Lesões no nervo da mandíbula são outra complicações eventuais do implante dentário que podem ocorrer durante o procedimento de cirurgia de instalação do implante.

Isso acontece pois na parte posterior do osso da mandíbula inferior há um importante nervo, chamado nervo mandibular ou nervo alveolar inferior, que algumas vezes passa perto da gengiva.

Normalmente essa proximidade ocorre em casos em que o paciente permaneceu sem os dentes do fundo de baixo por muitos anos, o que leva a uma atrofia do osso com diminuição de seu volume.

Na maioria das pessoas que precisam substituir um dente por um implante imediato na arcada inferior (extração e implante no mesmo momento), isso não ocorre.

Isto porque a presença de um dente antigo, mesmo avariado e cariado ajuda a preservar a estrutura do osso.

Em casos de doenças gengivais avançadas como na doença periodontal, também pode haver uma grande perda de osso.

A proximidade do nervo mandibular pode ser um fator de risco se a medida do osso não for feita corretamente. Podem ser usados implantes curtos para diminuir esse risco.

Por isso é importante realizar seu procedimento de implante com uma clínica especialista responsável, que deverá solicitar os exames para planejamento.

Os exames mais comuns são a radiografia panorâmica e a tomografia computadorizada que ajudam a medir as estruturas e posicionar corretamente o implante.

Hoje mais modernamente podemos até realizar a cirurgia do implante guiada por computador, que nos ajuda a planejar exatamente a posição do futuro implante dentário, evitando danos aos nervos inclusive sendo menos invasiva.

Já recebemos casos mal planejados com o posicionamento do implante dentário sendo feito dentro do nervo, comprimindo ou mesmo rompendo-o, o que poderá indicar a remoção do implante para reparar o dano.

Poderá haver também a falha na integração do implante a temida rejeição ou perda dos implantes.

Infelizmente nem todas as recuperações de problemas nos nervos bucais são possíveis.

Dependendo do tipo de lesão nervosa, permanecerá uma sequela parcial ou total, tendo como principal consequência a sensação de formigamento de alguma área da boca ou a perda de algum grau de movimentação.

4. Problema de perda óssea no implante

Embora a perda óssea em um implante dentário possa acontecer às vezes, strata-se de uma ocorrência mais rara hoje em dia, com o avanço dos materiais dos implantes, e da técnica de cirurgia para implante.

As perdas ósseas podem ocorrer em implantes que sofreram infecções durante seu período de cicatrização, conforme explicado acima.

Também pode haver perda de osso em casos de implantes antigos, que eram menos favoráveis para a manutenção do osso saudável ao longo do tempo.

Antigamente até se acreditava ser normal perder osso progressivamente com o tempo ao redor de um implante, em um processo chamado de saucerização.

Os implantes dentários mais modernos tem aperfeiçoamento de formatos também no encaixe da prótese que evitam essas diminuições de osso e problemas.

As melhores conexões implante-dente hoje são as chamadas: conexões internas tipo cone-morse.

Nelas, o vedamento bacteriano para esses encaixes entre implante e o pilar do dente é praticamente perfeito.

Além disso o implante cone-morse oferece uma tecnologia chamada Platform switch, no qual a conexão do pilar é menor do que a largura do implante, o que afasta as bactérias da área de cicatrização do osso.

Os implantes dentários que hoje tem as melhores conexões de encaixe são os Implantes Straumann, Implantes cone-morse Neodent (nacional), Implantes SIN (nacional)

Se o implante dentário estiver doendo, sangrando ou mole avise um especialista em implantes dentários (implantodontia)

5. Aumento nos Fatores de Risco – saúde e hábitos do paciente

Mesmo com todos os cuidados técnicos, fatores da saúde do paciente podem aumentar o risco do paciente ter problemas com o implante dental.

Má higiene dental, fumo (tabagismo), doenças que atrapalham a cicatrização (diabetes), doenças que atrapalham a mobilidade do paciente (por exemplo um AVC), podem ser causa de complicações de implantes dentários no curto e longo prazo. 

Alguns pensam que por realizar implantes dentários não precisam mais visitar o dentista. Mesmo entre nossos pacientes é o que mais ocorre.

Apesar da orientação de retorno constante, há pacientes que demoram anos para voltar e fazer alguma manutenção no implante dental.

Resíduos de alimentos, tártaro ou placa bacteriana ao redor de um implante causarão inflamação nas gengivas, o que pode levar à infecção, perda óssea e até a perda do implante. 

Em caso de pacientes com mobilidade reduzida, poderá ser necessário ter ajuda para a higiene oral.

Análise de cada caso e estudo das condições de saúde são importantes para o sucesso de uma reabilitação oral com implantes

Imagine que um paciente com mal de alzheimer ou doença senilpoderá se esquecer se escovou os dentes.

Um paciente com AVC, ou mesmo outro hospitalizado sedado ou em coma precisará de alguém para limpar sua boca também.

Seu dentista deve sempre certificar-se de que sua condição de saúde geral é favorável para realizar seus implantes e poderá solicitar exames ou mesmo da participação de seu médico para garantir a segurança da cirurgia dos implantes e do seu seu sucesso a longo prazo.

Neste texto abordamos apenas a parte de problemas em implantes dentários, porém a boa notícia é que a taxa de falha do implante dentário é extremamente baixa, especialmente nas mãos de um dentista confiável especializado em implantes dentários.

Implantes Dentários são bons e confiáveis, mas precisam ser bem planejados e executados.

Venha conhecer nosso trabalho! A Clínica ImplArt tem 18 anos dedicados à implantodontia e reabilitação oral.

(11) 3262-4750

contato@implart.com.br

Fale Conosco

Fale com a ImplArt por WhatsApp: (011)99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

Mais sobre Implantes e Estética:

implante dentario implante dental
Implante Dentário: Problemas que podem ocorrer com os implantes
Article Name
Implante Dentário: Problemas que podem ocorrer com os implantes
implante dentario implart
mplantes dentários são uma alternativa mais moderna para a falta de dentes do que próteses e pontes móveis, mas podem apresentar problemas.
implante dentario implart
implante dentario implart
implart
Publisher Logo