O comportamento do titânio dentro do tecido ósseo é o grande diferencial do procedimento de implantes. A osseointegração é caracterizada pela união do osso com uma superfície de titânio, que tem a capacidade de se incorporar ao osso.

Osseointegração, fenômeno que incorpora titânio ao osso

Os pinos conseguem atuar como raízes dentárias artificiais. O procedimento pode ser feito para a implantação de um ou mais dentes.

Com essa técnica, o organismo não consegue identificar o titânio intraósseo, já que após a colocação da peça dentro do osso, as células ósseas migram para a superfície do metal. Assim, um tecido ósseo é formado ao redor do implante sem o crescimento de tecido fibroso.

Quem descobriu a técnica da osseointegração foi o médico sueco Per-Ingvar Bränemark na década de 60, através de experiências com a inserção de câmaras de titânio na fíbula de coelhos e obteve uma grande dificuldade para removê-las. Com seus estudos percebeu o comportamento íntimo entre o osso e titânio.

A capacidade do metal de se incorporar ao osso, quando implantado dentro do tecido ósseo, onde ficava o dente perdido, com total compatibilidade é o grande diferencial da osseointegração. Apesar de levar de quatro a seis meses para se finalizar completamente, esse tipo de implante é o que apresenta os resultados mais positivos.

osseointegracao

Endereço e Contatos

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

11 3262-4750

contato@implart.com.br

clinica_implart

ImplanteDentarioClinicaImplArt

@implart

ClinicaImplart

Palavras-chave: osseointegração, implante, titânio, técnica, procedimento, dentes, implantação, dentista, Bränemark, tecido ósseo, células ósseas, tecido ósseo