Skip to main content

Tag: higiene oral

Veja como o Enxerto Ósseo dentário é feito e como funciona fazer na prática

O enxerto ósseo dentário é uma técnica cirúrgica na qual é realizada a reconstrução do volume ósseo perdido ou correção de defeitos ósseos. Geralmente, esse procedimento é realizado antes ou durante a colocação de implantes dentários. A perda de volume ósseo ocorre principalmente devido à reabsorção óssea após a perda de dentes, fraturas ou doença periodontal não tratada. O enxerto ósseo é uma solução eficaz para restaurar a estrutura óssea adequada e permitir a fixação adequada dos implantes dentários. É um procedimento complexo que requer habilidade e experiência por parte do cirurgião.

Como fazer o enxerto ósseo dentário: técnicas melhores e mais modernas

Existem diferentes técnicas de enxerto ósseo para correção de pequenos, médios e grandes defeitos ósseos. Os materiais para enxertos podem ter forma granulada, indicado para pequenas correções e preenchimentos. Também podem ser compostos com materiais sintéticos, osso granulado de origem bovina ou osso humano triturado (do próprio paciente ou proveniente de bancos de tecidos humanos).

enxerto osseo boca enxerto osseo dentário
Enxerto ósseo dentário: os enxertos ósseos reconstituem o volume ósseo na boca

Como funciona o enxerto ósseo dentário em bloco

O enxerto ósseo também pode ser apresentado em forma de bloco, indicado para maiores reconstruções.

O enxerto em bloco pode ser transplantado do próprio paciente (áreas doadoras mais comuns: mento e bacia) bem como pode ser usado osso em bloco bovino industrializado.

É importante ressaltar que essas técnicas mais invasivas de enxerto ósseo estão em desuso. Técnicas menores e menos invasivas de enxerto ósseo vêm substituindo esses grandes enxertos.

Implantes dentários menores e cirurgias guiadas por computador também vêm ajudando a diminuir a necessidade de enxertos ósseos

enxerto osseo em bloco, enxerto ósseo dentário em bloco
O enxerto ósseo dentário em bloco: Os blocos de osso servem para reconstruções e enxertos ósseos dentários maiores

Para que serve o enxerto ósseo dentário: materiais

Todos os materiais utilizados em procedimentos de enxerto ósseo são biologicamente seguros, estéreis e dessa forma biocompatíveis com o organismo humano.

materiais para enxerto osseo
Enxerto ósseo dentário: Materiais para enxerto ósseo em diferentes apresentações – blocos, granulado, lâmina, membrana. Cada tipo de material para enxerto ósseo tem uma indicação diferente.

Esses biomateriais também tem a função de atrair células formadoras de osso e estimular a formação de novo tecido ósseo no local em que é implantado. Em suma, não se pode afirmar que um tipo de enxerto ósseo é mais ou menos vantajoso do que outro. Na realidade, cada caso é avaliado individualmente, e somente dessa forma o procedimento mais adequado é indicado.

O procedimento de enxerto ósseo é cercado de muitos questionamentos no consultório dentário. Reunimos algumas respostas para essas dúvidas mais comuns.

Leia mais sobre Enxerto em Odontologia

O enxerto ósseo dentário dói?

Todo o procedimento de enxerto ósseo dentário é feito sob anestesia, ou seja, o paciente em geral não sente dor e desconforto. A eventual dor pós operatória pode ser facilmente controlada com medicamentos simples como analgésicos e antiinflamatórios comuns.

O enxerto ósseo dentário é feito de que?

O osso utilizado em enxertos pode ser de origem humana, animal (geralmente bovino – Bioss, Cerabone, Criteria) ou sintética (Maxresorb), em forma de grânulos ou em bloco. O enxerto ósseo granulado pode ser de origem sintética (hidroxiapatita – hidróxido de cálcio e ácido fosfórico), osso bovino e osso humano.

O osso em bloco pode ser de origem bovina ou humana, que pode ser retirado do próprio paciente (boca ou mento, para médias reconstruções, e calota craniana ou bacia para maiores reconstruções) ou osso humano proveniente de banco de tecidos ósseos.

O enxerto ósseo tem riscos?

Vale ressaltar que os ossos bovinos ou de bancos utilizados em transplantes são testados para doenças e infecções e em seguida esterilizados, evitando assim quaisquer riscos de contaminações.

Enxerto ósseo é um procedimento difícil?

Cada caso tem sua complexidade. O enxerto granulado é o procedimento menos complexo e, em alguns casos, pode ser feito no memento da colocação dos implantes dentários, no próprio consultório odontológico.

Já o paciente que precisa de grande reconstrução, portanto, necessita de enxertos em blocos retirado do seu próprio corpo, precisará passar por pelo menos duas cirurgias: uma para captação de osso da área doadora e outra para realizar o transplante. Esse procedimento é realizado em ambiente hospitalar.

Alternativamente nos casos complexos pode ser usado osso do banco de tecidos (transplante ósseo)

Recuperação após o enxerto dentário

A recuperação após a cirurgia depende de alguns fatores, mas em geral acontece rápido. Os materiais utilizados em enxerto ósseo têm forma física e química que permitem a rápida vascularização sanguínea em seu interior e em sua volta, para que as células de matrizes ósseas possam migrar para o enxerto e estimular a formação de novo tecido ósseo integrado ao enxerto.

Cuidados após o enxerto ósseo dentário

O dentista prescreve medicamentos para os primeiros dias a fim de evitar infecção, dor e inchaço. Ele também fornece orientações com relação a higiene oral e alimentação mais adequada após o procedimento. Recomendações gerais:

  • Evitar esforço físico nos primeiros dias
  • Não fumar o maior tempo possível antes e depois da cirurgia. Recomenda-se evitar o fumo pelo menos 1 mês após o procedimento.
  • Ingerir alimentos pastosos e frios nos primeiros dias após o procedimento. Isso evita esforço mastigatório e possíveis edemas na região. 
  • É normal haver inchaço e dor nos primeiros dias, como ocorre em sequência de qualquer procedimento cirúrgico. No entanto, o paciente deve procurar o dentista na ocorrência de dores e sangramentos exagerados, aparecimento de secreções e febre.

Leia mais: tempo de recuperação de implante dentário

Complicações do enxerto ósseo dentário

Os principais fatores que podem atrapalhar a recuperação do enxerto ósseo são: fumo, problemas de saúde (como a diabetes), alguns problemas ósseos, doença periodontal, infecções, alguns problemas circulatórios, entre outros.

Rejeição de enxerto ósseo

O termo rejeição do enxerto não é o mais adequado. O enxerto ósseo pode sofrer falhas, e isso nem sempre está relacionado com a técnica do dentista, nem pelo controle do implantodontista e do paciente. As causas mais comuns para perda do enxerto são: infecção, fumo, doença periodontal, bem como problemas de saúde relacionados.

O que fazer se o enxerto ósseo não dá certo ?

Cada caso é avaliado individualmente. As causas que levaram ao enxero ósseo não dar certo são estudadas e, somente assim, o dentista determina se o procedimento poderá ser repetido – o que normalmente é possível.

Preço do enxerto ósseo dentário

Cada paciente precisa ser avaliado individualmente em consultório, com exame clínico, principalmente complementado com exames radiológicos. Somente dessa forma são conhecidos os detalhes de cada caso. Portanto, valores de enxertos ósseos só podem ser estimados em consulta.

Conclusão

O enxerto ósseo dentário é um procedimento cirúrgico que tem o objetivo de reconstituir volume ósseo perdido ou para corrigir defeitos ósseos, normalmente antes ou durante a colocação de implantes dentários. A perda de volume ósseo se deve, principalmente, pela reabsorção óssea após a perda dentária, por fraturas ou por doença periodontal sem tratamento.

Se você ficou coma alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo ou envie sua questão através dos seguintes canais:

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Como é realizado o implante dental?

Consulte o artigo a seguir se você gostaria de saber como é feito o implante dental.

A reabilitação oral com implante dental é um tratamento que pode mudar radicalmente a vida de pessoas que sofrem pela ausência de um ou mais dentes. Com implante dentario conseguimos conquistar uma estética natural, além de proporcionar conforto e bem estar aos pacientes. Portanto, trata-se de uma moderna solução, com cada vez mais recursos, para que dessa forma o paciente volte a se alimentar e sorrir sem preocupação. Atualmente, contamos com diversos tipos de implantes dentarios, capazes de tornar o tratamento com implante mais rápido, entre eles está o implante Suíço Slactive, da Straumann.

Implante dental e seu passo a passo

Além disso, devemos citar, também, o mais moderno implante dentário, o implante ceramico, ou implante de zirconia. Há duas versões, um da empresa suíça Straumann, e outro da nacional Neodent. Por não possuírem metal em sua composição, são muito indicados para pacientes com alergia a metais. Além disso, são muito utilizados em pacientes que simplesmente não querem a presença de metais em seu organismo.

Por isso resolvemos abordar as questões mais frequentes sobre implante dentario, e as respostas sob o meu ponto de vista e experiência profissional.

Após a cirurgia de implantes dentários feita dói muito?

Normalmente não dói fazer implantes. Sentir ou não sentir dor é relativo, pois depende de alguns fatores, como a técnica aplicada, a sensibilidade individual de cada paciente, entre outros.

Porém não é raro ouvir dos pacientes, depois que vários implantes são feitos em um mesmo dia, de que considerou o pós operatório tão tranquilo que nem parecia que tinham sido submetidos à uma cirurgia.

De qualquer forma, o cirurgião que realiza a colocação dos implantes receita analgésicos para serem tomados, caso necessário.

A cirurgia de implante dental é demorada?

Portanto, a duração para colocação de cada pino pode variar entre alguns minutos a 1 hora, de acordo com a complexidade do caso.

procedimento de implante dentario, implante dental
Como é feito? Procedimento de implante dentário: O pino de implante é colocado no osso e depois receberá uma prótese aparafusada

Quanto custa o implante dentário feito?

A colocação d implante dental é certamente uma técnica capaz de transformar a vida de uma pessoa. Seja aquela que usa dentaduras há muitos anos e por diversas vezes já sofreu com uma prótese mal adaptada que machuca.

São muitas histórias que já ouvi. Então, dizer que algo é caro ou barato é relativo. Tudo depende do que você busca e de como isso vai afetar positivamente a sua vida.

Além disso, a colocação de implantes dentários demanda o conhecimento e habilidade de profissionais que dedicaram seu tempo aos estudos (e continuam se dedicando ao longo da carreira) para dominar as técnicas que envolvem, não só a colocação, mas a estabilização e manutenção dos implantes ao longo dos anos.

O rosto fica inchado e a gengiva sangra depois de fazer a cirurgia de implante dental?

Normalmente não incha o rosto fazer implantes, mas o cirurgião orienta cada paciente sobre a melhor conduta caso isso ocorra.

fazer implante dentário
Após fazer o implante dental o paciente receberá um dente. Neste caso o implante é de zircônia e não de titânio.

Os implantes dentários uma vez feitos duram pra sempre?

Estudos recentes demonstram que implantes feitos de boa qualidade, que foram bem instalados em pacientes que fazem visitas regulares ao dentista, estão em função há mais de 40 anos em ótimas condições. Saiba que atualmente há diversos tipos de implantes dentarios, inclusive um que não tem metal em sua composição, trata-se do implante ceramico, da Straumann.

A osseintegração é a fase mais importante do tratamento com implantes dentários?

Sim. A osseointegração é literalmente a cicatrização inicial do implante. Um bom cirurgião só indica os implantes dentários principalmente quando constata que o organismo do paciente tem condições de fazer a osseointegração.

Ainda assim, existem casos que ela não ocorre como o esperado e o implante não se firma, sendo expelido. Mas até para estes casos existe solução, o tratamento apenas acaba sendo mais lento.

O organismo pode rejeitar o implante dental ou ele pode sair?

O que pode ocorrer na verdade não é uma rejeição do implante dental após feito, mas uma má integração do implante com osso. Isso pode ocorrer por diferentes motivos, inclusive por infecção ao redor do implante (periimplantite), sobrecarga ou alergia. Em todos esses casos o implante pode se soltar, devendo ser retirado do osso.

Quando um implante dental cai, não existe mais solução?

Depende do que levou à queda do implante dental. Na maioria dos casos de rejeição, o implante pode ser refeito depois de um determinado período de recuperação do osso da região, o que deve ocorrer após alguns meses. Porém em alguns casos o paciente pode fazer o implante na mesma hora da remoção. Importante saber que a chance de sucesso de um implante dentário é muito alta.

Implante dentário pode causar alergia?

Implantes dentários de boa procedência raramente causam alergia. Porém, os pacientes com alergia ao níquel devem informar seu cirurgião antes de iniciar o tratamento. Atualmente também existem implantes de cerâmica pura, livre de metais.

Como fazer implantes em pessoas com pouco volume ósseo?

Sim, existem implantes de diferentes tamanhos que atendem pessoas com razoável perda óssea. Em casos mais avançados, é possível reconstruir a estrutura com enxertos ósseos dentários. Cada caso e conduta são avaliados individualmente.

Hoje em dia existem formas de fazer planejamentos computadorizados de cirurgias implantológicas que nos ajudam muito a colocar implantes em casos difíceis.

De onde vem os materiais usados para fazer enxertos ósseos?

Existem diferentes técnicas para fazer o enxerto ósseo. Veja as principais:

Todos os materiais são analisados e submetidos a esterilização a fim de impedir contaminações e rejeições.

Como fazer o enxerto ósseo dentário? É um procedimento difícil?

Não necessariamente, os enxertos ósseos existem em variedade de tamanho e técnica. Em alguns casos são feitos em poucos minutos e são pequenos, em outros casos são maiores e podem representar um desafio, que deve ser avaliado pelo implantodontista.

Como é constatado se existe volume ósseo suficiente para o implante dental ?

Através da realização de uma tomografia computadorizada. É um exame radiológico de altíssima precisão e confiabilidade para medição das dimensões ósseas.

Qualquer pessoa pode fazer implante e carga imediata?

Não. A pessoa precisa ter volume ósseo suficiente e estar em boas condições de saúde. Portanto, pacientes fumantes, diabéticos e com bruxismo, por exemplo, inicialmente não são bons candidatos para a técnica de carga imediata, sendo melhor fazer o tratamento por partes.

Quando falta só um dente no fundo da boca é necessário fazer implante?

SIM! A realidade é que, quanto mais cedo for colocado um implante no local onde houve uma extração dentária, melhor. A falta de um dente pode causar um desequilíbrio em toda a arcada. Se o dente não for substituído logo, o organismo reabsorve o osso local, e essa perda óssea e o remodelamento gengival. Por conseqüência podem tornar a colocação de implante e prótese um pouco mais complicada no futuro.

Fazer o implante dental causa mau hálito?

Tudo depende da forma como o paciente cuida da higiene oral. Alguns tipos de implantes necessitam de um cuidado especial com a limpeza para evitar o acúmulo de resíduos alimentares. O cirurgião dá as orientações ao paciente de como ele deve realizar a higienização oral logo após a cirurgia e ao longo da vida.

Também é fundamental que o paciente retorne ao consultório de 6 em 6 meses (ou a critério do dentista) para realizar uma limpeza profissional. A prótese dentária também precisa de cuidados, assim como a dentição natural.

Implante dental é difícil de limpar?

Não é difícil, mas o paciente precisa se comprometer a manter uma higiene oral adequada, porque a saúde dos implantes também depende disso. Cada modelo de implante e prótese tem sua forma de higienização adequada. Existem até instrumentos exclusivos que auxiliam nesta tarefa. Também cabe ao cirurgião orientar seu paciente.

O que fazer se aparecer pus ou alguma secreção no local do implante?

Procurar o dentista que o colocou o quanto antes pois o pús pode não ser nada ou pode ser uma infecção no implante dental.

O que fazer se o implante ficar com mobilidade?

Se o implante dental estiver mole, procure o dentista que o colocou o quanto antes. Poderá ser o pino do implante mole ou poderá ser o dente que está se soltando apenas.

Fazer a prótese dentária sobre implante fica com aparência artificial?

Atualmente trabalhamos com materiais modernos que deixam as próteses cada vez mais parecidas com a dentição natural. Portanto ninguém fica obrigatoriamente dentuço com uma prótese sobre implantes.

É o caso, por exemplo, da prótese de porcelana dental com estrutura interna em zircônia branca. Esses materiais são bastante estéticos e comparáveis aos dentes na cor, textura e resistência.

Só existem implantes de titânio no mercado?

Não, também existem implantes de cerâmica branca (zircônia), especialmente indicados para a região anterior, quando a gengiva do paciente é muito fina ou quando o paciente tem alergia ao níquel.

Só existe um tamanho de implante?

Existe uma grande variedade de implantes com tamanhos e diâmetros diferentes para atender diferentes necessidades. Existem implantes dentais maiores, menores, mais finos e menores, mais grossos, mais longos, tudo depende do planejamento e finalidade.

quanto custa implante dentario
Como fazer um implante parecer um dente perfeito ? ajuda muito se estiver bem posicionado

Diabético pode fazer implantes?

Em princípio, o diabético é um paciente que temos que avaliar bem antes de fazer um implante dentário. Os implantes precisam de uma ótima cicatrização para se manterem firmes no lugar, e como sabemos, o paciente com diabetes não controlada tem dificuldade de fazer uma boa cicatrização em qualquer ocasião.

Fumante pode fazer implantes?

O fumo causa uma alteração na circulação sanguínea e, consequentemente, na oxigenação celular. Essa alteração pode dificultar a cicatrização dos implantes, portanto a incidência de problemas em fumantes é muito maior! Outros problemas que poderiam ocorrer devidos ao fumo:

  • Perda óssea decorrente da infecção periodontal
  • Comprometimentos estéticos, como dentes manchados
  • Maior chance de perder implantes por rejeição
  • Maior chance de infecção em enxertos ósseos

Portanto, o paciente fumante também precisa ser bem avaliado antes de uma cirurgia destas. Para a pessoa que pretende colocar implantes dentários, a melhor e mais urgente recomendação que posso dar é: não fume!

Qual a idade mínima para fazer os implantes?

A partir dos 17, 18 anos (que é quando a fase de crescimento ósseo termina), em princípio os implantes dentários já podem ser indicados. Porém antes de fazer o implante dentário é necessário verificar se o crescimento do jovem já parou.

Qualquer dentista pode fazer a cirurgia de implantes dentários?

O ideal é que a pessoa realize seus implantes com um Dentista especializado em Implantodontia. O Implantodontista é o especialista que dedicou pelo menos 3 anos a mais de estudos além da graduação de Odontologia, para dominar as técnicas de colocação, estabilização bem como manutenção de implantes dentários.

É possível fazer implante de todos os dentes, um a um?

Sim é possível fazer implante dentário um a um desde que as condições ósseas permitam, o que raramente ocorre. O mais comum é realizar uma prótese fixa suportada por alguns implantes, chamada prótese protocolo. Cada caso é avaliado individualmente.

É possível fazer implante dental em um local onde tinha infecção/periodontite?

Sim, é possível, desde que a infecção periodontal seja bem limpa e controlada para não prejudicar a cicatrização dos implantes. O controle pós operatório também é mais frequente com estes pacientes.

Se você tem mais alguma dúvida sobre este assunto, quanto custa implante dentário e prótese dentária, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo.

Dr. Roberto Markarian

dr-roberto-markarian-msc-doutorado-em-curso-e-especialista_19566829191_m
PhD em Implantodontia, Especialista em Implantes e Próteses Dentárias – Coordenador Cientifico da Clínica ImplArt

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Escanear o código