Skip to main content

Tag: retração gengival

Quais as causas e tratamentos possíveis para a retração gengival?

Se você notou que seus dentes parecem um pouco mais longos ou suas gengivas parecem estar se afastando, é provável que seja uma retração gengival. Ela ocorre por vários motivos, e a mais séria é a doença periodontal, também conhecida como doença gengival.

A retração gengival pode ser causada por escovação agressiva, falta de higiene bucal adequada, fatores genéticos ou até mesmo pelo envelhecimento. É importante tratar a retração gengival para evitar complicações, como sensibilidade dentária e maior suscetibilidade a cáries. Se você suspeita de retração gengival, é recomendado consultar nossa equipe de especialistas para avaliar a situação e determinar o melhor tratamento. Medidas preventivas, como escovação suave e uso de fio dental, também podem ajudar a prevenir a retração gengival.

Retração gengival o que é?

Embora não exista cura para a doença periodontal, é possível administrá-la. Em uma boca saudável, as gengivas são rosadas e a linha da gengiva é consistente e bem aderida ao redor de todos os dentes. Com a retração gengival, as gengivas geralmente parecem inflamadas.

A linha da gengiva também parece diminuída em torno de alguns dentes do que em outros. O tecido da gengiva se desgasta, deixando dessa forma o dente exposto.

A retração gengival pode ocorrer lentamente, por isso é importante avaliar as gengivas e dentes todos os dias. Se você notar gengivas recuadas e não visita o dentista há algum tempo, marque uma consulta.

Retrações gengivais podem revelar problemas graves nos dentes, com indicação de extração e implante dentário, principalmente quando associados a pús e inchaços grandes.

Curiosidade: Os pacientes algumas vezes se referem a retrações gengivais com outros termos populares como Retenção gengival, Retenção de osso, etc

Sintomas de retração das gengivas

Além de menor tecido gengival ao redor dos dentes, as gengivas retraídas geralmente resultam em:

  • Mau hálito
  • Gengiva inchada e vermelha
  • Um gosto ruim na boca
  • Dentes moles

Você também pode notar que sua mordida é diferente, sentir dor ou sensibilidade nas gengivas ou dentes. Uma das principais preocupações com as gengivas retraídas é que elas se tornam mais suscetíveis ao crescimento de bactérias. É por isso que exames dentários regulares e boa higiene bucal diária são essenciais.

retracao gengival 50kb
Retração gengival leve. Discreta exposição da raiz dos dentes, mas suficiente para causar um problema estético e sensibilidade dentária
retracao gengival avancada 50kb
Retração gengival avançada causada por uma doença periodontal. Grande exposição da raiz dos dentes. Acúmulo de placa bacteriana na raiz dentária e isso não é bom, porque a gengiva fica constantemente inflamada.

Causas da retração gengival

A recessão gengival pode ter muitas causas. A mais grave é a doença periodontal. Outras causas incluem:

  • Idade
  • Falta de higiene bucal (comum em pacientes depressivos, odontofóbicos)
  • Condições médicas, como por exemplo a diabetes
  • Escovação dental com muita força
  • doenças gengivais e periodontais
  • infecções intra-ósseas relacionadas aos dentes

Sua escova dental pode estar causando retração nas gengivas

Escovar os dentes com muita força é uma das grandes causas de retração gengival. Aqui estão algumas dicas para escovação dos dentes:

  • Use escova macia em vez de uma com cerdas duras
  • Seja gentil ao escovar. Deixe as cerdas fazerem o trabalho, não os músculos do braço.
  • Escove pelo menos duas vezes por dia, e pelo menos dois minutos em cada vez.

Outras causas de retração gengival

Causas adicionais de retração gengival incluem:

  • Traumas na boca. Por exemplo, piercing no lábio ou na língua frequentemente traumatizando o tecido da gengiva.
  • Fumo
  • Dentes não alinhados corretamente. Raízes dentárias proeminentes, dentes desalinhados ou músculos de fixação podem forçar o tecido gengival a se deslocar. Em geral é recomendado tratamento ortodôntico para alinhar os dentes.
  • Próteses parciais inadequadas.
  • Ranger os dentes enquanto dorme (bruxismo). Ranger e apertar pode colocar força excessiva nos dentes e causar retração gengival.
  • O histórico de uso de aparelho dental (ortodôntico) estão relacionados a retrações de gengiva, principalmente quando houve aplicação de grandes forças ou tratamentos longos.
  • Fraturas de dentes e raízes
  • Cistos e lesões internas no osso do maxilar
  • Alimentação inadequada que causa traumas aos dentes.

Diagnóstico de retração gengival

Com um simples exame clínico, o dentista detecta facilmente a recessão gengival durante uma consulta de rotina. Se você olhar atentamente para todos os seus dentes, também poderá notar a gengiva se afastando em um ou mais dentes.

A retração gengival tende a acontecer gradualmente. Você pode não notar diferença em suas gengivas de um dia para o outro, mas ao ir ao dentista duas vezes por ano, o dentista vai identificar se houve recessão durante esse período.

Regeneração e tratamento para retração gengival

A retração gengival não pode ser revertida espontaneamente.

Isso significa que o tecido gengival retraído e perdido não volta a crescer. No entanto, você pode evitar que o problema piore.

O tratamento geralmente depende da causa dos problemas gengivais. Se a causa for escovação severa ou falta de higiene dental, converse com seu dentista sobre como mudar seus hábitos de escovação e uso do fio dental. Usar um enxaguante bucal diário ajuda a combater a placa até mesmo em áreas difíceis. O uso de fio dental é certamente indicado para manter limpas as áreas de difícil acesso e entre os dentes.

A leve retração gengival aumenta o risco de formação de bactérias nas bolsas ao redor da área afetada. A doença gengival pode se desenvolver mais rapidamente onde existem outras doenças gengivais. No entanto, uma leve recessão não necessariamente coloca sua boca em risco aumentado de doença gengival.

Pode ser necessário um tratamento de limpeza profunda, chamada de raspagem e alisamento radicular para tratar a retração gengival. Durante a raspagem e alisamento radicular, o dentista irá limpar o tártaro e a placa bacteriana da superfície dos dentes e das raízes dos dentes.

Cirurgias para reverter a perda de gengiva

Se a retração gengival for grave, um procedimento denominado enxerto gengival pode restaurar o tecido gengival perdido. Este procedimento envolve retirar tecido gengival de algum outro lugar da boca e enxertá-lo ou anexá-lo a uma área que perdeu tecido gengival ao redor de um dente. Uma vez que a área cicatrize, ele pode proteger a raiz do dente exposta e restaurar uma aparência mais natural.

É importante salientar que essas cirurgias de aumento de gengiva tem baixo índice de sucesso e embora existam, muitas vezes não atingirão o resultado esperado.

Cirurgias de enxertia óssea são pouco efetivas para a regeneração de gengivas associadas a dentes.

Leia mais: reposição de dentes perdidos pela periodontite por implantes

Por que é importante tratar a retração gengival?

O recuo das gengivas pode afetar seu sorriso e aumentar o risco de doenças gengivais e dentes moles. Para retardar ou interromper a progressão da retração gengival, você terá que cuidar da sua saúde bucal. Consulte seu dentista duas vezes por ano, se possível. Siga as instruções do seu dentista sobre higiene oral adequada.

Se a sua recessão gengival for grave, você deve consultar um periodontista que é um especialista em doenças gengivais. Um periodontista pode falar sobre opções como enxerto de gengiva e outros tratamentos.

A exposição das raízes pode também causar problemas no próprio dente. A superfície radicular exposta na boca se caracteriza por um menor grau de mineralização quando comparado ao esmalte dentário (parte branca). Devido a sua menor resistência e maior porosidade poderá a raiz sofrer agressão de ácidos e bactérias da boca, sofrendo um desgaste chamado Abfração. A Abfração é um tipo de erosão química do cemento radicular muito comum.

retracao gengival e abfracao
Exemplo de lesão por abfração dental na raiz dentária exposta por retração gengival

O tratamento para a abfração normalmente é a restauração com resina composta. A restauração irá sobretudo proteger a estrutura dental e promove uma estética adequada.

Também em alguns casos é possível realizar lentes de contato dental ou coroas de porcelana em dentes com retração e abfração dental.

Conclusão: Dicas para prevenção de aumento de retração de gengiva

Procure ir voltar a nossa clínica ao menos duas vezes por ano, mesmo que cuide bem dos dentes e das gengivas. Quanto mais cedo você ou nossos dentistas puderem identificar os problemas em desenvolvimento, maior será a probabilidade de evitar que eles piorem.

Se você notar algum sinal de retração gengival, como sensibilidade dental ou exposição da raiz do dente, é importante procurar tratamento o mais rápido possível. Além disso, mantenha uma boa higiene bucal, escovando os dentes corretamente e usando fio dental diariamente. Evite o tabagismo e controle o estresse, pois ambos podem contribuir para a retração gengival. Por fim, tenha uma alimentação equilibrada e evite alimentos ácidos e açucarados, que podem prejudicar a saúde bucal.

Para dúvidas mais específicas fale conosco !

Escanear o código
Open Chat

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Retração gengival é reversível?

O tecido gengival tem a função de proteger a porção radicular do dente, área mais sensível do que a coroa dentária (que é protegida pelo esmalte). A retração gengival é quando este tecido se afasta da coroa e expõe a raiz. As causas mais comuns da retração gengival são:

  • Força excessiva e inapropriada durante a escovação, o que causa um deslocamento mecânico do tecido gengival. Escovas de cerdas muito duras também podem traumatizar o delicado tecido gengival.
  • Doença periodontal – doença que deteriora os tecidos de suporte dos dentes (ósseo e gengival). A gengivite pode ser o primeiro sinal da doença periodontal.
  • Restaurações mal adaptadas que causem trauma ou inflamação na gengiva.
  • Má oclusão dentária, pois os dentes, osso e gengivas devem funcionar em harmonia para melhor distribuição da carga mastigatória. O desequilíbrio funcional pode causar trauma na gengiva.
  • Tratamento com aparelho ortodôntico mal conduzido, o que pode ocasionar perda óssea ou mal posicionamento dentário e, portanto, causar um remodelamento inadequado do tecido gengival.
  • Hereditariedade – alguns pacientes possuem naturalmente uma gengiva mais fina e frágil.
retracao_gengival_3

Tratamento para a gengiva retraída

As complicações da retração gengival não costumam ser muito graves, mas como citado anteriormente, a gengiva inserida funciona como uma proteção da raiz dentária, portanto é essencial preserva-la para evitar problemas mais sérios e conservar a saúde bucal. Se a retração gengival não for acompanhada, o paciente pode então apresentar desde os incômodos da sensibilidade dentária.

Ou até casos mais sérios, como o de acúmulo de cálculo ou cárie na raiz dentária, além de um prejuízo estético no sorriso. O tratamento adequado depende do motivo que causou a retração, por isso é importante realizar uma consulta com o dentista para que ele avalie o caso. O tratamento pode ir desde a orientação para escovação adequada até o tratamento cirúrgico de enxerto de tecido mole (para casos mais avançados).

Não existe até hoje um tratamento 100% eficaz para puxar a gengiva para seu local original

Entretanto há técnicas de cirurgia para cobrir a raiz novamente (com eficácia limitada)

Outro tratamento que pode ser indicado é o recobrimento da raiz exposta com resina composta. Se durante a consulta o dentista identificar que há acúmulo de placa ou tártaro na raiz, será necessário realizar uma raspagem para alisamento radicular, a fim de paralisar o foco inflamatório da gengiva.

Também é importante afastar a chance de se tratar de uma infecção na gengiva mais importante que pode causar problemas de saúde para a pessoa.

O recobrimento de raízes por meio de cirurgia é um tratamento de difícil realização e com baixo índice de sucesso. Isso deve ficar claro para o paciente no momento em que decidir junto ao dentista realizar o procedimento. Se você ficou com alguma dúvida sobre tratamentos especializados, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo:

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Por que é preciso colocar um núcleo para fazer algumas coroas?

O núcleo, como o próprio nome já diz, é a parte interior da coroa protética e é necessário para dar mais resistência e durabilidade à peça. Se a coroa de porcelana fosse instalada sem núcleo, certamente ela não resistiria aos esforços mastigatórios e consequentemente não duraria por muito tempo.

Atenção para a diferença entre tipos de núcleo

Os núcleos dentários também são chamados de pinos, pinos de reforço, pino dentário, porém não se devem confundir pino intrarradicular com pinos de implantes. Núcleo, ou pinos de reforço dentário são colocados no interior de uma raiz com canal tratado x pinos de implante dentário são colocados no osso.

A coroa protética é indicada para substituição da coroa dentária que está severamente comprometida, normalmente por cárie ou então fratura. A primeira preocupação do profissional dentista é sobretudo verificar se é possível manter parte da coroa dentária e restaurar a porção perdida com obturação.

Quando isso não é possível, a coroa dental precisa se reconstruída por completo. Se a raiz dentária puder ser mantida com tratamento de canal, o núcleo poderá ser instalado dentro da raiz para dar suporte à coroa protética.

Tipos de núcleos de reforço dentário

O núcleo pode ser confeccionado em diferentes materiais: o metal, fibra, zircônia, sendo que cada um atende necessidades distintas. Os núcleos estéticos são geralmente indicados para coroas anteriores, já que essa região é muito evidenciada ao sorrir. Dessa maneira, o uso de núcleo metálico pode vir a comprometer a estética dental, por criar uma sobra escura na parte interna do dente.

A liga metálica é moldada diretamente no interior da raiz tratada. Em coroas anteriores (parte mais visível da arcada dentária), o núcleo mais indicado é sem dúvida é de zircônia ou fibra. Esse material possui coloração próxima aos dentes naturais e fica praticamente invisível dentro da coroa protética, ainda que em ambientes iluminados.

Os núcleos intrarradiculares são pré-fabricados e instalados no interior da raiz tratada. Vale ressaltar que também é possível utilizar o núcleo metálico nos dentes anteriores. Porém com o passar dos anos poderá ocorrer retração gengival e uma pequena linha do núcleo metálico poderá ficar exposta, o que certamente comprometeria a estética do sorriso.

Núcleo e coroa dentaria

A coroa protética podem ser feitas em diversos tipos de materiais diferentes . Entre os tipos de coroas dentarias estão a resina provisória (plástica com núcleo metálico) , porcelana (com núcleo metálico ou estético) e a coroa de zirconia. A coroa de porcelana é mais resistente e estética em relação à resina. Certamente a coroa de zircônia é a mais moderna e resistente de todas. Então veja mais sobre modelos de próteses dentárias clicando aqui.

Se você está com um dente comprometido pela cárie, procure um bom profissional dentista imediatamente. Além de estar correndo riscos para a sua saúde, a cárie sem dúvida também afeta a estética do sorriso. A coroa protética deixa o sorriso completo novamente e dessa forma a pessoa pode voltar a mastigar, falar e sorrir normalmente.

Certamente o ideal é sempre cuidar de forma preventiva, tratando sempre que for identificado um problema. Dessa forma, evitamos que o problema se agrave com a perda dental e necessidade de implante dentario. Portanto, visite o dentista regularmente para realizar sua profilaxia e controle.

Núcleo em material estético uma nova possibilidade

Com o desenvolvimento de novos materiais e técnicas computadorizadas, agora é possível também realizar núcleos dentários brancos. Um núcleo estético (sem metal) certamente favorece a estética em dentes anteriores. Conheça mais sobre núcleos estéticos nesta matéria. Esse tratamento você encontra na Clínica Odontológica ImplArt

A Clínica Dentária ImplArt possui equipe multidisciplinar que faz desde o tratamento de canal até a confecção da coroa protética e núcleo. Com um suporte tecnológico que sem dúvida deixa o seu tratamento mais rápido, cômodo e preciso. Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou então entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Por que o enxerto gengival é considerado difícil?

O enxerto gengival é uma técnica utilizada para solucionar diferentes necessidades odontológicas, basicamente para reconstruir o tecido gengival perdido ou deformado em consequência de algum trauma ou doença periodontal, ou pela retração gengival causada pela força excessiva na escovação. 

Qual a importância da gengiva para a saúde e estética?

A gengiva tem a função de recobrir e proteger a raiz do dente, além de dar um aspecto harmonioso ao sorriso. Portanto quando ela é afetada, existe um risco para a saúde e para estética do sorriso. 

A perda ou a retração gengival deixa a raiz exposta e o paciente fica com os dentes sensíveis e portanto mais suscetíveis às outras doenças periodontais, como cáries, placa bacteriana e tártaro. Em estágios mais avançados, essas doenças também podem acometer o osso de suporte dos dentes. A técnica também é bastante indicada nas cirurgias de implantes dentários.

Quando o paciente procura o consultório para substituir dentes perdidos por implantes, seja por trauma ou pela doença periodontal avançada, normalmente o tecido ósseo e gengival já está deteriorado. Portanto, necessitando de reconstrução da espessura e do volume ósseo e gengival. Existem três maneiras de fazer o enxerto de tecido gengival e cada um deles atende diferentes necessidades:

Enxerto de tecido conjuntivo

Indicado para aumentar o volume gengival e recobrir a raiz (ou implante). O Tecido é retirado da mucosa do palato (céu da boca).

Enxerto gengival livre

Mais fino, é indicado para recobrir a raiz, sem necessidade de repor volume. O tecido também é retirado da mucosa do palato, porém de uma forma mais superficial.

Enxerto pediculado

Indicado para recobrir a raiz com pequeno defeito, porque o tecido é provido da gengiva do dente ao lado. O enxerto bem realizado tenta imitar ao máximo as características naturais da gengiva, como textura, formato, volume e coloração. No entanto essa é considerada uma técnica difícil na prática odontológica. Existem diversas dificuldades que podem ocorrer durante e após o tratamento, como o escurecimento do tecido transplantado, a visibilidade entre a borda do enxerto e o restante da gengiva (aspecto de remendo), sobre volume ou infecção e necrose do enxerto.

Saiba mais sobre enxerto ósseo

enxertos gengivais são mais estéticos e enxertos ósseos podem ter a função estética e estrutural para implantes dentários. O enxerto gengival na parte anterior (parte mais visível da arcada), principalmente quando também existe perda óssea, gera ainda mais preocupações, porque se sobrar alguma característica inestética, o paciente tende a ficar mais frustrado. Essa técnica exige bastante paciência tanto do paciente, como do cirurgião dentista. Em muitos casos são necessárias mais de uma intervenção cirúrgica para tentar deixar o enxerto mais próximo do esperado. Os cuidados pós-cirúrgicos também são importantíssimos para o sucesso do enxerto gengival, principalmente para evitar sangramentos, inchaços e infecções. Existe uma alternativa ao enxerto gengival que pode ser aplicada em alguns casos, é a instalação de prótese com camada de gengiva artificial que reproduz a gengiva natural. Você pode conhecer melhor esta técnica clicando aqui.

Conheça a Clínica ImplArt

A Clínica ImplArt possui completa equipe odontológica e estrutura tecnológica avançada que certamente deixam seu tratamento mais rápido e confortável.

Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou então entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Escanear o código