Skip to main content

Tag: mandibula

Como ocorre a Osseointegração de Implantes Dentários?

A osseointegração é um processo de união física, química, biológica e mecânica entre implantes dentários e o osso da mandíbula/maxila no qual ele é inserido.

Como é a Osseointegração de um implante?

Os implantes dentários são normalmente fabricados em titânio ou mais recentemente em cerâmica pura (materiais bio-compatíveis e facilitam a ossointegração com o organismo humano).

O primeiro tecido ósseo formado é biologicamente rico e vascularizado, mas aos poucos ele vai sendo reabsorvido e substituído por um osso mais firme que tem a capacidade de se adaptar ao formato do implante, conforme a Osseointegração evolui.

osseointegração_implante_dentario
A Osseointegração do implante é necessária para a instalação das coroas de porcelana finais.

Os implantes dentais possuem características físicas na superfície, como por exemplo uma topografia rugosa, que permitem a migração e adesão de células osteogênicas (formadora de tecido ósseo).

Esse processo é importante para a formação de novo tecido ósseo ao redor do pino de implante, inclusive entre as roscas, o certamente ajuda na sua fixação, estabilização e manutenção.

Dessa forma o implante fica travado no osso maxilar do paciente para sempre devido à osseointegração.

Alguns modelos de implantes mais modernos também possuem propriedades químicas que favorecem e aceleram esse processo.

Fatores que facilitam a Osseointegração

Quando um implante é colocado no osso, é necessário que ocorra uma estabilização primária, ou seja, o leito preparado deve estar de acordo com o modelo do implante, para que ele por si só permaneça firme depois do torque.

O próprio formato cônico dos implantes também favorece essa estabilização inicial.

implante_superficie_rugosa
Imagem microscópica da superfície rugosa de um implante

O implantodontista avalia diversas condições do paciente para tentar prever qual será a estabilização primária, porém somente durante a cirurgia será possível verificar sua firmeza.

A segunda fase da fixação é a osseointegração, que é iniciada com uma reação natural do organismo.

Ainda que o pino de implante seja fabricado com material totalmente compatível com o organismo humano, a osseointegração final irá demorar alguns meses.

Portanto após a sua inserção no osso, inicia-se um processo natural do organismo para cicatrização e regeneração dos tecidos em torno do implante.

Nesse sentido, ocorre também o deslocamento de um exército de células destinadas a formar osso na superfície dos implantes.

É nesta fase que as características da superfície do implante têm grande influência para integração entre implante e osso.

Fatores que atrapalham a Osseointegração, atrasam ou causam a rejeição do implante

Na fase inicial de cicatrização do implante acontecem eventos biológicos e bioquímicos muito ricos, complexos e delicados.

Imagine que em a Osseointegração causa um desafio ao corpo humano que deverá entender que ali há um material benigno (que deve ser incorporado) e não maligno (que deverá ser expelido).

Sabemos que em pacientes com certos hábitos e doenças podem perder implantes mais facilmente. Isto não quer dizer que o implante será rejeitado mas sim que a chance de sucesso é menor (e não adianta culpar o implantodontista).

Portanto na fase inicial, o fumo e doenças como a diabetes certamente podem atrasar, atrapalhar ou mesmo impedir a osseointegração.

Cabe ao especialista em implantes diagnosticar o paciente e quantificar os fatores de risco para a osteointegração dos implantes dentais do paciente.

Quando o paciente apresenta muitos fatores de risco, consideramos a chance de implantação imediata como não adequada. Nesses casos o paciente é encaminhado para um checkup no médico para reavaliar a sua saúde e depois volta ao cirurgião-dentista para novo planejamento do tratamento com implantes.

Tecnologia e investimento em Pesquisa Sobre a Osseointegração

Empresas fabricantes de implantes investem milhões de dólares em pesquisa para aperfeiçoar a velocidade e qualidade da osseointegração.

Quanto melhor e mais rápida a cicatrização do implante, melhor será aceito por pacientes e por consequência pelos implantodontistas

Principais implantes para osseointegração

Os principais implantes disponíveis no Brasil em termos de implantes que osseointegração melhor e mais rápido são a suíça Straumann, e as brasileiras Neodent e S.I.N).

A formação óssea em torno no implante já pode ser observada nas primeiras semanas após a cirurgia.

Implantes Straumann
Implantes Straumann – ALTA TECNOLOGIA em superfície que ativa a osseointegração

Condições básicas para que a osseintegração ocorra bem:

Se você ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário ou abaixo ou entre em contato conosco através de um dos seguintes canais:

(11) 3262-4750

contato@implart.com.br

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

Prótese protocolo de resina com estrutura de titânio

A prótese protocolo Branemark é uma prótese dentária total para reabilitação oral de pessoas que perderam os dentes e possuem perda óssea considerável. Foi desenvolvida pelo médico ortopedista Per-Ingvar Branemark no inicio dos anos 60 e otimizada para prótese fixa em 1960.

O tratamento com implantes dentais passa por duas fases: A cirúrgica e a protética. A cirúrgica para colocação de pinos de implantes de titânio no osso (de quatro a cinco em cada arcada). A cicatrização dos implantes acontece em média 4 meses na parte inferior (mandíbula) e em 6 meses na parte superior (maxilar).

Em alguns casos é possível instalar implantes com tecnologia que favorece e acelera o processo cicatricial. Viabiliza a instalação da prótese em até 72 horas (possibilidade é confirmada logo depois de uma criteriosa avaliação). A fase protética é para instalação da prótese protocolo, somente depois da cicatrização dos implantes.

A base da prótese protocolo é uma barra de titânio, material biocompatível com o organismo humano, não causa rejeição e com baixo potencial alergênico. Sobre esta barra são fixados os dentes de resina e uma camada de gengiva artificial que sobretudo imita a mucosa natural.

A prótese protocolo com estrutura de titânio também é certamente mais leve, dando ao usuário tranquilidade para mastigar, falar e sorrir.

A Prótese Protocolo da Implart usa Tecnologia avançada

A Clínica ImplArt realiza o projeto computadorizado e a fresagem da barra de titânio da prótese protocolo de acordo com Sistema Cad Cam. O projeto Cad/Cam sem dúvida resulta em uma peça com encaixe personalizado para cada paciente.

Ao invés de moldes com massa, o sistema Cad/Cam faz a moldagem de acordo com imagens captadas por uma câmera no interior da boca (câmera intraoral).

Veja abaixo o projeto computadorizado de uma prótese protocolo com barra em titânio. Perceba que as furações são estrategicamente posicionadas de acordo com o formato ósseo.

barra titanio fresada 1
Barra de titânio

A ImplArt possui um laboratório de prótese dentária próprio com equipe especializada bem como equipamentos tecnológicos. Ter um laboratório digital próprio deixa certamente o projeto e a fabricação de próteses cada vez mais rápidos e precisos.

A ImplArt já conta com duas impressoras 3D para fresagem de vários tipos de próteses dentárias: o Cerec e a Ceramil Motion 2. Como o laboratório fica dentro da ImplArt, não há a necessidade de enviar molde para outro local bem como aguardar a confecção e envio da prótese.

Em caso de dúvidas sobre o valor ou preço e planejamento, agende uma consulta ou então entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo!

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Implante com carga imediata: quando não fazer?

O implante com carga imediata é um grande avanço dentro da odontologia. A técnica permite, em alguns casos, que o paciente chegue ao consultório sem dentes e saia com o sorriso completo no mesmo dia ou em até setenta e duas horas.

Como funciona a carga imediata para implantes rápidos

Em resumo, a técnica consiste na colocação de implantes dentários e coroa de forma rápida, tanto em paciente com perda dentária múltipla ou unitária. Em princípio, qualquer paciente em boas condições de saúde e com espessura e altura óssea suficiente para fixação primária dos implantes, é um bom candidato a se beneficiar com esta técnica. 

No entanto, na maioria dos casos, o paciente tem alguma restrição que o impede de receber a carga imediata. Principalmente por conseqüência da má qualidade óssea do maxilar ou mandíbula que inviabilizaria a fixação primária dos implantes.

Esta principalmente presente em pessoas que há muito tempo estão sem dentes e com reabsorção óssea avançada. É o caso de usuários de dentaduras, fumantes, portadores de osteoporose, diabetes e bruxismo. Essa condição pode ser confirmada através de um exame de imagem, como a tomografia computadorizada.

Planejamento para carga imediata é importante

Outra condição que se deve observar antes de se submeter ao implante com carga imediata é a localização onde ele vai ser colocado. Em áreas onde o esforço mastigatório é maior, a indicação da carga imediata é sem dúvida feita com mais cautela. 

Nesse sentido, normalmente a indicação é a fixação primária dos implantes dentários cone-morse e a colocação imediata de prótese provisória sobre eles. O paciente recebe orientações em relação à alguns cuidados que devem ser tomados nos primeiros meses após a cirurgia, até a completa cicatrização do osso e gengiva.

Essas orientações são, basicamente, cuidados com esforço mastigatório e higiene oral adequada para evitar a perda dos implantes. Esse processo deve durar em média de 3 a 6 meses. Ao final desse período, o paciente retorna ao consultório para substituição da prótese provisória pela prótese definitiva.

Ou seja, essa substituição só ocorre quando osso e gengiva já estão completamente cicatrizados. Quase sempre podemos afirmar que a colocação de implantes com carga imediata, desde que feito com critério e planejamento, e com cuidados no pós-operatório, têm tudo para ser um sucesso.

Carga imediata exige integração entre paciente implantodontista e Protesista, e laboratório de prótese

Também é preciso também que haja sintonia entre paciente e o implantodontista. Sobretudo se ele for um profissional sério e concluir através de exames que você não é um candidato a receber carga imediata, seja paciente.

O processo de implantes dentários sem a técnica de carga imediata pode ser um pouco mais demorado, mas os resultados serão plenamente satisfatórios. Assista ao vídeo de uma cirurgia de carga imediata (não clique se for sensível à imagens cirúrgicas).

Clínica Odontológica ImplArt

A Clínica Odontológica ImplArt é composta por profissionais especialistas em implantes dentários, tendo realizado milhares de procedimentos com resultados muito satisfatórios. Então venha nos fazer uma visita.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Implante dentário: a idade do paciente interfere no sucesso?

Uma dúvida comum quando o assunto é implante dentário é se ele pode ser feito em pessoas de qualquer idade. E também se a idade interfere no resultado do tratamento. Na realidade, a idade do paciente por si só não é um indicador de sucesso ou insucesso do implante dentário.

Entretanto, alguns dos fatores que podem dificultar a colocação de implantes são proporcionalmente mais comuns em pessoas de mais idade.

Conheça alguns fatores que podem interferir na colocação de implantes

Osseointegração

O sucesso do implante dentário depende de alguns fatores, e o mais importante deles é o que se chama de osseointegração. Quando o implante é colocado no osso maxilar, o organismo inicia um processo natural de regeneração óssea. O objetivo é preencher o pequeno furo que foi aberto para a colocação do implante.

Porém, a peça ocupa quase todo esse espaço e por conta disso a regeneração óssea se dá nos micro espaços da espiral em torno do implante. Esse fenômeno é principalmente esperado nos seis primeiros meses após cirurgia e é importante para completa fixação e estabilização do(s) implante(s).

Se levarmos em conta que algumas das doenças e hábitos que atrapalham a osseointegração são mais comuns em pessoas com mais idade, a taxa de sucesso do implante dentário pode ser ligeiramente menor nesse grupo.

Exemplos disso são o diabetes e a osteoporose, estatisticamente mais comuns em pessoas mais velhas. Há também os casos em que a pessoa não teve os devidos cuidados na higiene bucal ao longo dos anos ou não visitaram o dentista regularmente a fim de prevenir de problemas.

A doença periodontal avançada pode comprometer a qualidade óssea local. Outro exemplo que pode dificultar a osseointegração é o hábito de fumar. Uma pessoa com mais idade e que fumou por muitos anos pode ter a qualidade óssea comprometida, o que dificulta ou inviabiliza a colocação de implantes.

Saiba mais sobre Implante Dentário

atrofia ossea apos perda dentaria 50kb
Como ocorre a reabsorção óssea após a perda dentária

Reabsorção Óssea

Além de problemas na osseointegração, outro fator que pode dificultar a colocação do implante dentário. É quando há pouca espessura e/ou altura óssea em consequência da reabsorção óssea no local do(s) dente(s) perdido(s).

Quando uma pessoa perde definitivamente um dente ou todos os dentes e passou a usar prótese móvel (dentadura) por muitos anos, o organismo reabsorve parte do osso maxilar. Essa reabsorção óssea é progressiva, ou seja, avança a cada ano.

Então podemos quase que afirmar que a condição adversa de falta de espessura e altura óssea suficiente é mais comum e mais avançada em pessoas mais velhas, principalmente aquelas que estão há muitos anos desdentadas.

Enxerto ósseo para reconstruir a espessura ideal para colocar implantes

Existe idade mínima e idade máxima para realizar implante dentário?

A idade mínima para colocação de implantes é por volta do início da fase adulta, que é quando a formação óssea da mandíbula está totalmente completa. Já a idade máxima não pode ser estipulada.

O sucesso do implante dentário depende mais do estado geral de saúde e da qualidade óssea do paciente do que propriamente da idade. Muitos implantes são realizados em pessoas idosas e os resultados são plenamente satisfatórios.

Vale lembrar que a maioria dos casos citados pode ser solucionada para viabilizar a colocação do implante dentário. Antes de mais nada, o bom profissional implantodontista avalia cada caso.

Como as condições bucais, saúde e hábitos do paciente, a fim de assegurar a indicação do implante dentário e tratamentos complementares. Sobretudo consulte sempre um bom dentista.

Conheça a Clínica ImplArt

Nossa equipe é formada por profissionais sérios, que já realizou milhares de implantes com ótimos resultados deixando pacientes muito satisfeitos. Além disso, a Clínica ImplArt é estruturada com os mais modernos equipamentos da Odontologia. Por exemplo:

A estrutura completa garante qualidade e agilidade na execução dos trabalhos. Entre em contato conosco e agende uma consulta. Ficaremos felizes em procurar solucionar o seu caso.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Escanear o código