Skip to main content

Tag: dentição

Câncer e tratamento dentário

A dentição é certamente importante para a mastigação, alimentação, digestão e absorção de nutrientes. Para que problemas mais sérios sejam evitados e para minimizar os desconfortos orais durante o tratamento oncológico, é fundamental que o paciente procure tratamento dentário desde o início.

Nossos dentistas podem avaliar as condições de dentes, gengivas, mucosas e ossos para identificar problemas em fase inicial. Dará orientações úteis para que o paciente consiga passar por essa fase sem descuidar da saúde bucal.

Pessoas que estão em tratamento contra o câncer, como a quimioterapia e radioterapia, frequentemente apresentam alterações bucais e pode necessitar também de um tratamento dentário.

O tratamento de cancer faz quebrar os dentes?

Os tratamentos para o câncer, como quimioterapia e radioterapia, podem ter efeitos secundários que impactam a saúde bucal. Embora esses tratamentos não causem diretamente a quebra dos dentes, eles podem levar a condições que aumentam o risco de problemas dentários.

Por exemplo, a quimioterapia pode causar uma condição chamada mucosite, que é a inflamação e formação de feridas na boca. Além disso, a quimioterapia e a radioterapia podem levar ao desenvolvimento de cáries de radiação, que ocorrem entre os dentes e a gengiva e progridem rapidamente. Essas cáries podem eventualmente levar à quebra dos dentes se não forem tratadas adequadamente.

Além disso, esses tratamentos podem causar xerostomia (boca seca), que pode levar ao desenvolvimento de problemas mais graves, como infecções. A baixa imunidade, um efeito colateral comum desses tratamentos, também pode deixar a boca mais suscetível a infecções e inflamações.

Portanto, é crucial que os pacientes em tratamento de câncer mantenham uma boa higiene bucal e consultem regularmente o dentista para prevenir e tratar quaisquer problemas dentários que possam surgir.

Em nossa clínica podemos realizar tratamentos dentários em paciente que tem diagnóstico de câncer ou mesmo naqueles que já se curaram. Claro que para isso precisaremos do acompanhamento do seu médico oncologista.

dor no implante, tratamento dentário
Apenas o tratamento realizado pelo profissional cirurgião-dentista irá solucionar definitivamente o problema da dor.

Quais os principais problemas dentários causados pelo tratamento do cancer ?

Mucositeinflamação da mucosa da boca e da garganta. Por conseqüência podem surgir úlceras e feridas dolorosas e desconfortáveis.

Xerostomiaconhecida como boca seca. O sintoma está relacionado com alterações nas glândulas salivares e por conseqüência a baixa produção de saliva.

Cáriespodem surgir em virtude de boca seca e higienização oral inadequada (pacientes em tratamento podem sentir dor ou náusea ao escovar os dentes) necessitando de tratamento dentário.

Infecçõespacientes em tratamento contra o câncer frequentemente apresentam baixa imunidade e portanto estão suscetíveis a ter infecções orais.

Sangramentosangramentos nas gengivas e mucosas orais podem ocorrer em virtude de baixa no número de plaquetas.

Alterações de paladaro tratamento contra o câncer pode desencadear alterações nas papilas gustativas e o paciente e dessa forma não sentir o sabor de determinados alimentos.

Dicas úteis de tratamento dentário para os pacientes que tem câncer

  • Utilizar escovas de cerdas macias
  • Utilizar antissépticos sem álcool para evitar irritação da mucosa
  • O dentista pode indicar sessões de laserterapia para tratar a mucosite (o laser de baixa potência tem ação terapêutica anti-inflamatória, analgésica bem como cicatrizante. Quase sempre não tem contra indicação).
  • Para ajudar a estimular a produção de saliva, o paciente pode mascar gomas sem açúcar e se hidratar bem. O dentista pode receitar lubrificantes orais (conhecidos como saliva artificial) para então reduzir os efeitos de boca seca.
  • Sangramentos são sinais de alerta e o paciente deve buscar tratamento dentário para identificar o que está causando. Algumas vezes pode estar relacionado com acúmulo de placa bacteriana nos dentes, que dessa forma irrita a gengiva. O dentista pode remover isso rapidamente em consultório dentário.
  • Infecções devem ser tratadas apenas com acompanhamento médico/odontológico.
  • Implantes dentários podem ser indicados para pessoas em tratamento contra o câncer, no entanto apenas depois de uma avaliação muito criteriosa do dentista e o médico, ponderando o risco benefício. Muitas vezes é preferível que o paciente se recupere bem, principalmente sua imunidade.
  • É recomendada a suspensão de tratamento ortodôntico com aparelho durante o tratamento dentário para evitar irritação das mucosas e dessa maneira facilitar a higienização oral.

O Implante Dentário causa câncer ?

Não, os implantes dentários não são uma causa de câncer. Eles são uma alternativa comum para a substituição de dentes perdidos, oferecendo uma base firme para as restaurações dentárias. No entanto, pacientes com câncer podem enfrentar desafios adicionais devido aos efeitos da doença e dos tratamentos oncológicos.

Embora os implantes dentários sejam geralmente seguros, em casos raros, se não forem devidamente cuidados, podem levar a complicações, como infecções. Portanto, é fundamental manter uma boa higiene bucal e realizar check-ups regulares com o dentista.

Além disso, pacientes com histórico de câncer devem discutir qualquer plano de tratamento odontológico com seu oncologista e dentista para garantir que o tratamento seja seguro e eficaz.

Em nossa clínica estamos acostumados a receber pacientes que realizaram ou irão realizar tratamentos para cancer.

Caso você precise algum tratamento ou precise um aconselhamento venha falar conosco !

Conclusão

O tratamento contra o câncer pode causar sangramentos nas gengivas e mucosas orais devido à baixa contagem de plaquetas. Além disso, é comum que o paciente experimente alterações no paladar, o que pode fazer com que ele não sinta o sabor de certos alimentos. Para os pacientes com câncer, é importante seguir algumas dicas de saúde bucal.

Para melhorar ainda mais nossa gama de serviços, agora oferecemos apoio a pacientes que precisem de tratamento dentário ou de dentista hospitalar no Hospital Oswaldo Cruz em São Paulo. Se você ficou com alguma dúvida sobre tratamento dentário para paciente oncológico, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Fico sem dentes durante o tratamento com implante?

Ficarei ou não com um dente provisório durante a reabilitação oral com os implante de dentes? Esta é uma dúvida frequente dos pacientes. A resposta é não, veja porque você não ficará sem dentes durante o tratamento com implante de dente.

Quando o paciente procura por tratamento odontológico com implante dental, possui um dente muito comprometido que precisa ser removido, ou trata-se de uma região onde havia uma prótese prévia para recobrir a falta do dente.

Todos os fatores que interferem no tratamento com implante dental

Nesse momento o cirurgião dentista implantodontista irá planejar o caso nos seguintes fatores:

  • Tratamentos prévios para preparar a boca do paciente
  • Número de implantes dentários colocados
  • Posição do implante dentário (para favorecer a estética e resultado final)
  • Tipo e tamanho dos implantes dentais (cone morse, hexágono interno ou externo, pequeno diâmetro, estreito, mais fino, menor, tamanho, mais curto, padrão ou largo diâmetro, marca comercial, nacional, importado)
  • Tempo para fixar o provisório no implante (carga imediata, carga precoce, carga tardia)
  • Tipo de prótese definitiva (cimentada, parafusada, em porcelana, em zircônia, em resina)
  • Técnica para colocação dos implantes
  • Tipo de cirurgia para os implantes odontológicos (convencional, sem retalho – cirurgia guiada sem corte)
  • Previsão da estética final (comprimento dos dentes, prótese com gengiva, prótese do dente somente)
  • Extensão do tratamento com implantes: unitário, vários dentes, implante de todos os dentes.
  • Necessidade do enxerto ósseo (enxerto + implante simultâneo, só enxerto e depois os implantes, tipo de enxerto, material para o enxerto, zona doadora, evitar enxerto ósseo)
  • Tipo de prótese provisória (móvel, fixa, cimentada, parafusada, presa nos implantes, prótese total, prótese parcial).

Utilize a prótese provisória para não ficar sem dente

Quando falamos deste último item, a prótese provisória, estamos justamente pensando no máximo bem estar do paciente, para que o tratamento transcorra com o máximo de tranquilidade.

A primeira parte do tratamento com implante dentário envolve justamente a limpeza da boca e o preparo de uma prótese provisória que irá fazer um papel estético e o mais funcional possível durante a transição do paciente para uma dentição com implantes.

Nesse contexto, em alguns casos a própria prótese que o paciente vem usando poderia ser adaptada e utilizada como provisória para que o paciente não fique sem dentes.

Alguns fatores como estética da prótese, funcionalidade vão depender de como estava a região antes do tratamento do implante dental.

Por exemplo se o paciente apresenta deficiência de osso, perda de osso, perda de muitos dentes ou de gengiva na região, provavelmente precisará de uma prótese maior.

Prótese provisória para recuperação pós cirúrgica de implante total
Prótese provisória para recuperação pós cirúrgica de implante total

Outros casos que indicam os implantes de dentes

Ou em outro caso se o paciente perderá todos os dentes, precisará de uma prótese total fixa nos implantes (carga imediata sobre implantes).

Algumas vezes os implantes dentários não podem servir de apoio para uma prótese fixa sobre implantes imediatamente. Nesses casos se houver alguns dentes remanescentes mesmo que em condições ruins, eles servirão de apoio para uma prótese provisória fixa.

Porém em último caso precisará utilizar uma dentadura durante o tempo de cicatrização final dos implantes. Os pacientes podem ficar tranquilos que mesmo assim nunca ficarão sem o dente na boca.

O implante dentário dói?

Implante dentário não dói nem durante a cirurgia de colocação nem após a sua cicatrização. Algumas vezes porém pode haver sensibilidade na gengiva ao redor, sendo um tipo de dor que pode ser controlada facilmente com medicamentos.

A cirurgia de implante dental é simples, rápida e realizada com anestesia local. Na maioria das vezes não é necessário tomar analgésicos no pós operatório. Algumas vezes indicamos passar um gel de clorexidina sobre os implantes durante os primeiros dias de cicatrização.

Na Clínica ImplArt temos um laboratório de prótese próprio e dedicado a nossos trabalhos de tal forma que podemos atingir excelentes resultados já na etapa de provisórios. Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou então entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Escanear o código