A dentição é certamente importante para a mastigação, alimentação, digestão e absorção de nutrientes. Para que problemas mais sérios sejam evitados e para minimizar os desconfortos orais durante o tratamento oncológico, é fundamental que o paciente procure tratamento dentário desde o início.

O dentista vai avaliar as condições de dentes, gengivas, mucosas e ossos para identificar problemas em fase inicial. Dará orientações úteis para que o paciente consiga passar por essa fase sem descuidar da saúde bucal.

Pessoas que estão em tratamento contra o câncer, como a quimioterapia e radioterapia, frequentemente apresentam alterações bucais e pode necessitar também de um tratamento dentário. Veja alguns exemplos:

Mucositeinflamação da mucosa da boca e da garganta. Por conseqüência podem surgir úlceras e feridas dolorosas e desconfortáveis.

Xerostomiaconhecida como boca seca. O sintoma está relacionado com alterações nas glândulas salivares e por conseqüência a baixa produção de saliva.

Cáriespodem surgir em virtude de boca seca e higienização oral inadequada (pacientes em tratamento podem sentir dor ou náusea ao escovar os dentes) necessitando de tratamento dentário.

Infecçõespacientes em tratamento contra o câncer frequentemente apresentam baixa imunidade e portanto estão suscetíveis a ter infecções orais.

Sangramentosangramentos nas gengivas e mucosas orais podem ocorrer em virtude de baixa no número de plaquetas.

Alterações de paladaro tratamento contra o câncer pode desencadear alterações nas papilas gustativas e o paciente e dessa forma não sentir o sabor de determinados alimentos.

Algumas dicas uteis são:

  • Utilizar escovas de cerdas macias
  • Utilizar antissépticos sem álcool para evitar irritação da mucosa
  • O dentista pode indicar sessões de laserterapia para tratar a mucosite (o laser de baixa potência tem ação terapêutica anti-inflamatória, analgésica bem como cicatrizante. Quase sempre não tem contra indicação).
  • Para ajudar a estimular a produção de saliva, o paciente pode mascar gomas sem açúcar e se hidratar bem. O dentista pode receitar lubrificantes orais (conhecidos como saliva artificial) para então reduzir os efeitos de boca seca.
  • Sangramentos são sinais de alerta e o paciente deve buscar tratamento dentário para identificar o que está causando. Algumas vezes pode estar relacionado com acúmulo de placa bacteriana nos dentes, que dessa forma irrita a gengiva. O dentista pode remover isso rapidamente em consultório dentário.
  • Infecções devem ser tratadas apenas com acompanhamento médico/odontológico.
  • Implantes dentários podem ser indicados para pessoas em tratamento contra o câncer, no entanto apenas depois de uma avaliação muito criteriosa do dentista e o médico, ponderando o risco benefício. Muitas vezes é preferível que o paciente se recupere bem, principalmente sua imunidade.
  • É recomendada a suspensão de tratamento ortodôntico com aparelho durante o tratamento dentário para evitar irritação das mucosas e dessa maneira facilitar a higienização oral.

Para melhorar ainda mais nossa gama de serviços, agora oferecemos apoio a pacientes que precisem de tratamento dentário ou de dentista hospitalar no Hospital Oswaldo Cruz em São Paulo. Se você ficou com alguma dúvida sobre tratamento dentário para paciente oncológico, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo.

Endereço e Contatos

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

11 3262-4750

contato@implart.com.br

clinica_implart

ImplanteDentarioClinicaImplArt

@implart

ClinicaImplart

implante dentario implante dental
Câncer e tratamento dentário
Article Name
Câncer e tratamento dentário
implante dentario implart
Pessoas que estão em tratamento contra o câncer, como a quimioterapia e radioterapia, frequentemente apresentam alterações bucais
implante dentario implart
implante dentario implart
ImplArt Odontologia
Publisher Logo
Open chat