A dentição é certamente importante para a mastigação, alimentação, digestão e absorção de nutrientes.

Para que problemas mais sérios sejam evitados e para minimizar os desconfortos orais durante o tratamento oncológico, é fundamental que o paciente procure tratamento dentário desde o início.

O dentista vai avaliar as condições de dentes, gengivas, mucosas e ossos para identificar problemas em fase inicial.

Dará orientações úteis para que o paciente consiga passar por essa fase sem descuidar da saúde bucal.

Pessoas que estão em tratamento contra o câncer, como a quimioterapia e radioterapia, frequentemente apresentam alterações bucais, por exemplo:

Mucositeinflamação da mucosa da boca e da garganta. Por conseqüência podem surgir úlceras e feridas dolorosas e desconfortáveis.

Xerostomiaconhecida como boca seca. O sintoma está relacionado com alterações nas glândulas salivares e por conseqüência a baixa produção de saliva.

Cáriespodem surgir em virtude de boca seca e higienização oral inadequada (pacientes em tratamento podem sentir dor ou náusea ao escovar os dentes).

Infecçõespacientes em tratamento contra o câncer frequentemente apresentam baixa imunidade e portanto estão suscetíveis a ter infecções orais.

Sangramentosangramentos nas gengivas e mucosas orais podem ocorrer em virtude de baixa no número de plaquetas.

Alterações de paladaro tratamento contra o câncer pode desencadear alterações nas papilas gustativas e o paciente e dessa forma não sentir o sabor de determinados alimentos.

Algumas dicas uteis são:

  • Utilizar escovas de cerdas macias
  • Utilizar antissépticos sem álcool para evitar irritação da mucosa
  • O dentista pode indicar sessões de laserterapia para tratar a mucosite (o laser de baixa potência tem ação terapêutica anti-inflamatória, analgésica bem como cicatrizante. Quase sempre não tem contra indicação).
  • Para ajudar a estimular a produção de saliva, o paciente pode mascar gomas sem açúcar e se hidratar bem. O dentista pode receitar lubrificantes orais (conhecidos como saliva artificial) para então reduzir os efeitos de boca seca.
  • Sangramentos são sinais de alerta e o paciente deve buscar atendimento odontológico para identificar o que está causando. Algumas vezes pode estar relacionado com acúmulo de placa bacteriana nos dentes, que dessa forma irrita a gengiva. O dentista pode remover isso rapidamente em consultório dentário.
  • Infecções devem ser tratadas apenas com acompanhamento médico/odontológico.
  • Implantes dentários podem ser indicados para pessoas em tratamento contra o câncer, no entanto apenas depois de uma avaliação muito criteriosa do dentista e o médico, ponderando o risco benefício. Muitas vezes é preferível que o paciente se recupere bem, principalmente sua imunidade.
  • É recomendada a suspensão de tratamento ortodôntico com aparelho durante o tratamento oncológico para evitar irritação das mucosas e dessa maneira facilitar a higienização oral.

Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo.


(11) 3262-4750

contato@implart.com.br

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

implante dentario implante dental
Câncer e tratamento dentário
Article Name
Câncer e tratamento dentário
implante dentario implart
Pessoas que estão em tratamento contra o câncer, como a quimioterapia e radioterapia, frequentemente apresentam alterações bucais
implante dentario implart
implante dentario implart
ImplArt Odontologia
Publisher Logo