Se você notou que seus dentes parecem um pouco mais longos ou suas gengivas parecem estar se afastando, é provável que seja uma retração gengival. Ela ocorre por vários motivos, e a mais séria é a doença periodontal, também conhecida como doença gengival.

Retração gengival o que é?

Embora não exista cura para a doença periodontal, é possível administrá-la. Em uma boca saudável, as gengivas são rosadas e a linha da gengiva é consistente e bem aderida ao redor de todos os dentes. Com a retração gengival, as gengivas geralmente parecem inflamadas.

A linha da gengiva também parece diminuída em torno de alguns dentes do que em outros. O tecido da gengiva se desgasta, deixando dessa forma o dente exposto.

A retração gengival pode ocorrer lentamente, por isso é importante avaliar as gengivas e dentes todos os dias. Se você notar gengivas recuadas e não visita o dentista há algum tempo, marque uma consulta.

Retrações gengivais podem revelar problemas graves nos dentes, com indicação de extração e implante dentário, principalmente quando associados a pús e inchaços grandes.

Sintomas de retração das gengivas

Além de menor tecido gengival ao redor dos dentes, as gengivas retraídas geralmente resultam em:

  • Mau hálito
  • Gengiva inchada e vermelha
  • Um gosto ruim na boca
  • Dentes moles

Você também pode notar que sua mordida é diferente, sentir dor ou sensibilidade nas gengivas ou dentes. Uma das principais preocupações com as gengivas retraídas é que elas se tornam mais suscetíveis ao crescimento de bactérias. É por isso que exames dentários regulares e boa higiene bucal diária são essenciais.

Retração gengival leve. Discreta exposição da raiz dos dentes, mas suficiente para causar um problema estético e sensibilidade dentária
Retração gengival avançada causada por uma doença periodontal. Grande exposição da raiz dos dentes. Acúmulo de placa bacteriana na raiz dentária e isso não é bom, porque a gengiva fica constantemente inflamada.

Causas da retração gengival

A recessão gengival pode ter muitas causas. A mais grave é a doença periodontal. Outras causas incluem:

  • Idade
  • Falta de higiene bucal (comum em pacientes depressivos, odontofóbicos)
  • Condições médicas, como por exemplo a diabetes
  • Escovação dental com muita força
  • doenças gengivais e periodontais
  • infecções intra-ósseas relacionadas aos dentes

Sua escova dental pode estar causando retração nas gengivas

Escovar os dentes com muita força é uma das grandes causas de retração gengival. Aqui estão algumas dicas para escovação dos dentes:

  • Use escova macia em vez de uma com cerdas duras
  • Seja gentil ao escovar. Deixe as cerdas fazerem o trabalho, não os músculos do braço.
  • Escove pelo menos duas vezes por dia, e pelo menos dois minutos em cada vez.

Outras causas de retração gengival

Causas adicionais de retração gengival incluem:

  • Traumas na boca. Por exemplo, piercing no lábio ou na língua frequentemente traumatizando o tecido da gengiva.
  • Fumo
  • Dentes não alinhados corretamente. Raízes dentárias proeminentes, dentes desalinhados ou músculos de fixação podem forçar o tecido gengival a se deslocar. Em geral é recomendado tratamento ortodôntico para alinhar os dentes.
  • Próteses parciais inadequadas.
  • Ranger os dentes enquanto dorme (bruxismo). Ranger e apertar pode colocar força excessiva nos dentes e causar retração gengival.
  • O histórico de uso de aparelho dental (ortodôntico) estão relacionados a retrações de gengiva, principalmente quando houve aplicação de grandes forças ou tratamentos longos.
  • Fraturas de dentes e raízes
  • Cistos e lesões internas no osso do maxilar
  • Alimentação inadequada que causa traumas aos dentes.

Diagnóstico de retração gengival

Com um simples exame clínico, o dentista detecta facilmente a recessão gengival durante uma consulta de rotina. Se você olhar atentamente para todos os seus dentes, também poderá notar a gengiva se afastando em um ou mais dentes.

A retração gengival tende a acontecer gradualmente. Você pode não notar diferença em suas gengivas de um dia para o outro, mas ao ir ao dentista duas vezes por ano, o dentista vai identificar se houve recessão durante esse período.

Regeneração e tratamento para retração gengival

A retração gengival não pode ser revertida espontaneamente.

Isso significa que o tecido gengival retraído e perdido não volta a crescer. No entanto, você pode evitar que o problema piore.

O tratamento geralmente depende da causa dos problemas gengivais. Se a causa for escovação severa ou falta de higiene dental, converse com seu dentista sobre como mudar seus hábitos de escovação e uso do fio dental. Usar um enxaguante bucal diário ajuda a combater a placa até mesmo em áreas difíceis. O uso de fio dental é certamente indicado para manter limpas as áreas de difícil acesso e entre os dentes.

A leve retração gengival aumenta o risco de formação de bactérias nas bolsas ao redor da área afetada. A doença gengival pode se desenvolver mais rapidamente onde existem outras doenças gengivais. No entanto, uma leve recessão não necessariamente coloca sua boca em risco aumentado de doença gengival.

Pode ser necessário um tratamento de limpeza profunda, chamada de raspagem e alisamento radicular para tratar a retração gengival. Durante a raspagem e alisamento radicular, o dentista irá limpar o tártaro e a placa bacteriana da superfície dos dentes e das raízes dos dentes.

Cirurgias para reverter a perda de gengiva

Se a retração gengival for grave, um procedimento denominado enxerto gengival pode restaurar o tecido gengival perdido. Este procedimento envolve retirar tecido gengival de algum outro lugar da boca e enxertá-lo ou anexá-lo a uma área que perdeu tecido gengival ao redor de um dente. Uma vez que a área cicatrize, ele pode proteger a raiz do dente exposta e restaurar uma aparência mais natural.

É importante salientar que essas cirurgias de aumento de gengiva tem baixo índice de sucesso e embora existam, muitas vezes não atingirão o resultado esperado.

Cirurgias de enxertia óssea são pouco efetivas para a regeneração de gengivas associadas a dentes.

Leia mais: reposição de dentes perdidos pela periodontite por implantes

Por que é importante tratar a retração gengival?

O recuo das gengivas pode afetar seu sorriso e aumentar o risco de doenças gengivais e dentes moles. Para retardar ou interromper a progressão da retração gengival, você terá que cuidar da sua saúde bucal. Consulte seu dentista duas vezes por ano, se possível. Siga as instruções do seu dentista sobre higiene oral adequada.

Se a sua recessão gengival for grave, você deve consultar um periodontista que é um especialista em doenças gengivais. Um periodontista pode falar sobre opções como enxerto de gengiva e outros tratamentos.

A exposição das raízes pode também causar problemas no próprio dente. A superfície radicular exposta na boca se caracteriza por um menor grau de mineralização quando comparado ao esmalte dentário (parte branca). Devido a sua menor resistência e maior porosidade poderá a raiz sofrer agressão de ácidos e bactérias da boca, sofrendo um desgaste chamado Abfração. A Abfração é um tipo de erosão química do cemento radicular muito comum.

Exemplo de lesão por abfração dental na raiz dentária exposta por retração gengival

O tratamento para a abfração normalmente é a restauração com resina composta. A restauração irá proteger a estrutura dental e promove uma estética adequada.

Também em alguns casos é possível realizar lentes de contato dental ou coroas de porcelana em dentes com retração e abfração dental.

Dicas para prevenção de aumento de retração de gengiva

Procure ir ao dentista duas vezes por ano, mesmo que cuide bem dos dentes e das gengivas. Quanto mais cedo você ou seu dentista puderem identificar os problemas em desenvolvimento, maior será a probabilidade de evitar que eles piorem.

Endereço e Contatos

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

11 3262-4750

contato@implart.com.br

clinica_implart

ImplanteDentarioClinicaImplArt

@implart

ClinicaImplart