Skip to main content

Tag: implante do siso

Implantes nos Dentes do fundo: Conheça os Segredos do sucesso

Fazer implantes nos dentes do fundo da boca, sejam eles na arcada superior ou inferior, é um tratamento que muitos precisam para restaurar a função mastigatória e a estética bucal após ter um dente perdido.

Contudo, esse processo tem desafios técnicos, especialmente quando se trata dos molares e pré-molares. Neste texto, vamos explorar como funciona o procedimento, considerando os fatores anatômicos dos maxilares que podem influenciar o sucesso desses implantes.

implantes nos dentes do fundo 1 falta de um dente
A perda de um dente do fundo da boca por provocar consequências silenciosas como a migração dos dentes vizinhos. Além disso são importantíssimos para a mastigação e devem ser obrigatoriamente repostos.

Como funcionam os implantes dentários no fundo da boca?

O implante dental é uma solução eficaz para substituir dentes perdidos. O tratamento com implantes dentários envolve a inserção de um implante de titânio no osso maxilar ou mandibular, proporcionando uma base sólida para a colocação de uma coroa protética.

O Titânio é o melhor material para o implante dentário

Afinal qual a importancia dos dentes do fundo da boca ?

Os dentes do fundo da boca, também chamados de dentes posteriores, são extremamente importantes para a função mastigatória adequada.

Os dentes posteriores são os molares (maiores) e pré-molares (menores), que desempenham um papel crucial na trituracão dos alimentos, contribuindo para a digestão eficiente e garantindo a nutrição adequada.

O número certo de dentes posteriores é 2 molares e 2 pré-molares (de cada lado da boca). Entretanto há pessoas que já nascem sem alguns desses dentes, sem maiores consequencias.

Além disso, os dentes posteriores também fornecem suporte para as arcadas dentárias, ajudando a manter a posição correta dos dentes adjacentes, mantém a postura dos ossos maxilares e a tonicidade da musculatura da bochecha.

Fatores envolvidos ao fazer implante dentário no dente do fundo

CaracterísticasImplantes Dentários de Dentes do FundoImplantes Dentários de Dentes da Frente
Facilidade de obtenção da Estética da gengivaMenos visível, menos críticaVisibilidade alta, crítica
Qualidade do Osso na regiãoOsso denso e resistente (entretanto o osso no maxilar superior posterior em geral é mais poroso)Osso menos denso, estética mais crítica
Tamanho do ImplanteGeralmente maior diâmetroGeralmente menor diâmetro
Facilidade em obter a cor e formato do denteMais fácilPode ser mais demorado pois qualquer detalhe de cor e formato pode chamar a atenção
Complexidade CirúrgicaMenos complexaPotencialmente mais complexa
Resistência à Força OclusalAltaMenor
Risco de Perda Óssea Peri-implantarMenorPotencialmente maior
Indicação para Prótese Fixa ou RemovívelPode ser feito para prótese fixa ou unitária (individual)Pode ser feito para prótese fixa ou unitária (individual)
CustoVariável, muitas vezes menor por unidadeVariável, muitas vezes mais alto por unidade
Tempo de Cicatrização e OsseointegraçãoGeralmente mais curtoGeralmente mais longo
Facilidade de HigienizaçãoGeralmente mais fácilPotencialmente mais desafiadora
Estética da cor da GengivaMenos críticaMais crítica
Necessidade de Enxerto ÓsseoMenos frequenteMais frequente
Possibilidade de Uso de ProvisórioMais desafiadorGeralmente possível, ao menos com apoio nos dentes vizinhos
Aplicabilidade de Carga ImediataPossível em alguns casos, porém menos provável devido à região receber mais cargasGeralmente desafiador, mas pode ser feita em alguns casos com osso em grande quantidade e quando o implante inserido tem bom travamento, o que só se sabe durante a cirurgia.
Comparações sobre aspectos abrangentes sobre vários importantes que envolvem fazer implantes no fundo da boca, e na frente.

Anatomia relevante aos Implantes nos dentes do fundo Arcada Superior

A anatomia do osso da arcada superior apresenta características específicas que influenciam o procedimento de implante dentário.

  • Espessura e Altura Óssea: A espessura e altura do osso na região dos molares superiores pode variar consideravelmente. Em alguns casos, a quantidade de osso pode ser insuficiente, exigindo técnicas preparatórias como enxertos ósseos para fortalecer a base antes do implante.
  • Densidade do osso: O osso do maxilar superior é menos denso (mais poroso) do que o osso da mandíbula, o que torna mais dificil o travamento do implante dental.
  • Seio Maxilar: Na região dos molares superiores, o seio maxilar sempre está presente e pode estar próximo ao osso da boca. Isso implica ainda que o cirurgião deve avaliar cuidadosamente a proximidade do seio maxilar.
implantes nos dentes do fundo 6 - sinus
Nos dentes do fundo de cima, a proximidade com o seio maxilar pode dificultar a inserção do implante se não houver osso.

Arcada Inferior: Detalhes relativos a Implantes nos dentes do fundo

A arcada inferior, embora menos complexa que a superior, também apresenta desafios específicos.

  • Densidade Óssea: A densidade óssea na mandíbula é maior, entretanto, alguns pacientes podem apresentar uma estrutura óssea menos densa. Isso pode portanto afetar a estabilidade do implante e requer atenção durante o planejamento. Porém na maioria dos casos os implantes orais podem ser instalados

  • Nervo Mandibular: O nervo mandibular, ou alveolar inferior, é responsável pela sensibilidade dos dentes inferiores e dos lábios, e corre ao longo da mandíbula, abaixo das raízes dos dentes do fundo. Algumas vezes o nervo se torna superficial ou também pode ocorrer uma perda óssea que diminui a quantidade de osso. Desse modo, o cirurgião deve selecionar um implante mais curto, a fim de evitar danos a esse nervo durante o procedimento, garantindo a segurança do paciente.

Técnicas cirúrgicas modernas como cirurgia guiada e os exames de imagem tridimensionais como a tomografia computadorizada nos ajudam a planejar os casos mais difíceis, diminuindo esses riscos.

implantes nos dentes do fundo 7 - nervo mandibular
Na arcada inferior, a distancia de trabalho que seria compreendida entre o topo do osso e o nervo mandibular deve ser medida (linha verde). O implante não pode invadir o espaço do nervo sob o risco de causar uma parestesia.

Como é o procedimento de Implantes nos dentes do fundo

Independente da arcada, o procedimento de implante dentário na região posterior segue um processo padrão.

  • Consulta e avaliação Inicial: O cirrigião-dentista realiza uma avaliação detalhada da saúde bucal, observando exames de imagem, como radiografias panorâmicas e tomografias computadorizadas, com a finalidade de analisar a anatomia óssea e as estruturas adjacentes.
  • Planejamento Personalizado do caso: Com base na avaliação, é elaborado um plano personalizado, considerando a posição ideal para o implante, a quantidade de osso disponível e a necessidade de eventuais procedimentos complementares, como enxertos ósseos.
  • Execução da Cirurgia de Implante: Durante a cirurgia, o cirurgião implantodontista insere o implante no osso, garantindo a estabilidade do pino e facilitando a integração óssea. Vale ressaltar que, em alguns casos, a carga imediata pode ser aplicada, permitindo que o paciente recupere a função mastigatória mais rapidamente. Mas na maioria dos casos o implante vai cicatrizar melhor se não receber o dente sobre ele, ao menos inicialmente (os pacientes não gostam muito desta notícia mas vale o sacrificio, quando possivel).
  • Cicatrização e Colocação da Prótese: Após a cirurgia, é necessário um período de cicatrização, de alguns meses, durante o qual o osso se funde ao implante. Sendo assim, posteriormente, a prótese dentária é colocada, restaurando a estética e a função.

Hoje em dia existem implantes de cicatrização rápida, em especial os implantes suiços da empresa Straumann.

Fatores de Sucesso e Complicações de Implantes nos dentes do fundo

O sucesso dos implantes dentários nos dentes do fundo depende de diversos fatores, incluindo a saúde geral do paciente, a qualidade do osso, o cumprimento das instruções pós-operatórias e o acompanhamento regular. Em casos caros, eventualmente, complicações podem surgir, como infecções, rejeição do implante ou falha na integração óssea, sendo essencial o acompanhamento profissional para identificar e tratar eventuais problemas.

Implantes nos dentes do fundo ficam bons?

Sim, implantes nos dentes do fundo podem proporcionar resultados excelentes quando realizados pelo implantodontista qualificado, e em pacientes com boas condições de saúde bucal . Algumas vezes procedimentos com implantes podem ser feitos em tratamentos rápidos express. No final, na maioria dos casos, os pacientes relatam uma melhora significativa na mastigação, na fala e na estética após a conclusão bem-sucedida de um procedimento de implante nos dentes do fundo.

No final do tratamento se espera uma estética adequada e funcionalidade similar a dentes naturais, no dente implantado.

Quais os fatores de risco para Implantes nos dentes do fundo

Embora os implantes dentários sejam geralmente seguros para para repor um dente, alguns fatores de risco podem afetar a chance de ter algum problema nos implantes:

  • Qualidade Óssea: A qualidade e quantidade de osso disponível no local do implante são fundamentais. Se a medida do osso for insuficiente em altura, largura ou formato, pode ser necessário realizar enxertos ósseos prévios e preparatórios, aumentando assim a complexidade do procedimento.
  • Saúde Geral: Condições médicas como diabetes, doenças cardíacas e distúrbios autoimunes podem impactar a cicatrização dos tecidos e a integração óssea, reduzindo as chances de sucesso dos implantes.
  • Pacientes Fumantes: Fumar está associado a uma maior taxa de falha dos implantes, devido à redução do fluxo sanguíneo no osso e gengiva, e à interferência na capacidade de cicatrização.
  • Higiene Oral ruim: A manutenção de uma boa higiene oral é crucial para prevenir infecções ao redor dos implantes. Por isso, a falta de cuidado adequado pode levar a complicações, como peri-implantite.
  • Bruxismo: Pacientes que sofrem de bruxismo (ranger ou apertar dos dentes) podem exercer pressão excessiva sobre os implantes, aumentando o risco de fraturas ou falha do implante por sobrecarga.
  • Idade: Embora não seja um fator determinante, a idade pode influenciar a taxa de sucesso devido a problemas de saúde geral. além disso, em alguns casos, idosos podem apresentar uma qualidade óssea reduzida (osteoporose).

É importante destacar que esses fatores de risco não garantem automaticamente que haverá problemas nos implantes dentais. A avaliação individualizada pelo implantodontista, é crucial para determinar a viabilidade e o sucesso potencial do caso e se os fatores de risco tornam o procedimento arriscado.

Como deve ser a higiene e manutenção a Implantes nos dentes do fundo ?

A higiene adequada dos implantes nos dentes do fundo é fundamental para garantir a saúde bucal a longo prazo e prevenir complicações, como a gengivite ou a peri-implantite (inflamação ao redor do implante).

Após fazer seus implantes no fundo da boca você deverá :

Manter uma Escovação Regular

Use uma escova de dentes macia, média ou uma escova específica para implantes. Escove normalmente os dentes e implantes suavemente em todos os lados, usando movimentos circulares. Preste atenção também à área ao redor dos pinos e na gengiva, na região da junção entre a coroa e o implante.

Usar Fio Dental ou Fitas Dentais Especiais

Utilize fio dental ou fita dental específica para os implantes dentários, normalmente como você faz em seus dentes naturais. Passe o fio dental cuidadosamente entre os dentes e ao redor dos implantes, garantindo uma limpeza completa na região da gengiva.

Utilizar Escovas Interdentais:

Escovas interdentais podem ser úteis para alcançar áreas de difícil acesso, especialmente em pequenos espaços entre os implantes e os dentes adjacentes. As melhores hoje em dia são as escovas interdentais de borracha ou silicone.

Visitar o dentista regularmente

Mantenha um cronograma regular de consultas odontológicas periódicas para avaliações com o implantodontista e limpezas. Se houver qualquer desconforto, sangramento, secreção ou sinais de inflamação, consulte-nos imediatamente.

É possível fazer implante dentário no dente do siso ?

Sim, é viável realizar um implante no dente do siso. Se o dente do siso estava em uso para a mastigação e você possui o dente oposto, um implante pode ser uma opção, desde que exista osso na região. No entanto, cada situação é única e deve ser avaliada de forma individual. Portanto, é essencial que em sua consulta presencial avaliemos as condições funcionais da região para ver se vale a pena fazer o implante dentário do dente do siso e para discutir as opções de tratamento disponíveis.

Qual o melhor especialista para implantes nos dentes do fundo tanto em cima quanto embaixo da boca ?

É essencial ainda consultar um implantodontista qualificado para avaliação e planejamento personalizado, garantindo que o procedimento seja adequado às necessidades individuais do paciente.

Conheça o trabalho dos especialistas em implantodontia da Equipe ImplArt. Somos coordenados pelo implantodontista Dr Markarian e há mais de 15 anos nos dedicamos a reconstruir sorrisos.

Você sabia que nossa clínica foi destacada como a melhor clínica de implantes dentários do Brasil ? Confira também nossa matéria sobre o preço do implante dentário.

Escanear o código