Skip to main content

Tag: amálgama

Restaurações metálicas: quando substituir por porcelana ou resina?

É comum que as pessoas busquem o consultório odontológico para substituição de restaurações metálicas antigas por restaurações mais estéticas, com o intuito de melhorar o visual do sorriso.

Preocupação com a estética dental

Essa é uma preocupação natural, já que as amálgamas metálicas cumprem bem a função mastigatória e paralisam a deterioração dentária. Entretanto possuem coloração muito distinta dos dentes e ficam aparentes, mesmo instaladas nos dentes posteriores. As restaurações dentárias podem ser parciais (onlay, inlay, coroa parcial, restauração de dente fraturado) ou completas (coroa).

A restauração têm o objetivo de, primeiramente, devolver a função mastigatória do paciente, reforçar o dente e paralisar a deterioração geralmente ocasionada por cárie. O visual das restaurações até pouco tempo atrás não era uma grande preocupação. Nesse sentido, com o avanço das técnicas é cada vez maior o número de pessoas que também gostariam de restaurar seus dentes ou substituir restaurações antigas inestéticas por materiais mais naturais.

Saiba mais sobre prótese dentária computadorizada.

Hoje em dia, existem dois materiais utilizados em restaurações estéticas com características visuais similarmente aos dentes naturais: a porcelana e a resina composta. Visualmente e funcionalmente elas são muito parecidas, no entanto existem algumas vantagens da porcelana sobre a resina.

restaurações de metal
Restauração em amálgama metálica
restauracao em resina 40kb
Restauração em resina
onlay porcelana 37kb
Onlay em porcelana

A porcelana se sobressai à resina em vários aspectos, principalmente deles é a resistência e durabilidade. As restaurações em porcelana podem durar até o dobro do tempo se comparadas as restaurações em resina. Por esse motivo, as restaurações em resina não são aconselhadas para corrigir grandes deteriorações, já que elas podem fraturar com o tempo.

Em contraste com isso, a porcelana é indicada para restaurações maiores (quando o dente está muito danificado), pois elas suportam mais carga na mastigação. Com o passar do tempo, as restaurações em resina também são suscetíveis a manchar com o consumo de alimentos pigmentados (como café, chá, vinho, beterraba, etc) e do tabaco. Já as restaurações em porcelanas são altamente resistentes a manchas.

Como é a confecção

A forma de instalação também é diferente nos dois materiais. A resina é um composto plástico, que é misturado e colocado diretamente na cavidade do dente em que houve a deterioração. Antes da aplicação, região é bem limpa e preparada para receber o material que é moldado no formato dos dentes.

O endurecimento do material é feito pela exposição à uma luz especial de fotopolimerização. Já a porcelana é composta por cerâmica de dissilicato de lítio. A restauração em porcelana é previamente projetada em computador e esculpida em impressora 3D.

A peça fica com encaixe perfeito e então é cimentada no dente do paciente. A tonalidade pode ser reproduzida para acompanhar o restante do dente. O tempo de instalação é rápido nas duas técnicas*, algumas vezes podendo ser resolvidas em apenas uma visita ao consultório pelo Day Clinic.

Outra necessidade peculiar das restaurações em resina, é que elas exigem mais cuidado do paciente com relação à higienização oral e consultas preventivas ao consultório.

Sobretudo sem esses cuidados a chance de recidiva da cárie é maior do que nas restaurações em porcelana. Pode se concluir que a restauração dentária em porcelana é certamente melhor que a restauração em resina composta.

Porém nem sempre a escolha do material é uma decisão unilateral do paciente. Em muitas situações, o material é escolhido após uma avaliação feita pelo profissional dentista. Dessa forma decide junto com o paciente qual técnica pode ser mais benéfica para solucionar o caso e suas particularidades.

Conheça a Clínica ImplArt

*A Clínica ImplArt possui laboratório de prótese próprio, que em muitos casos permite que a restauração seja feita em Day Clinic. Consulte essa possibilidade com a nossa equipe.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Alergia a metal: zircônia é um material antialérgico

A alergia a metal é fonte de preocupação em tratamentos odontológicos. Sinais de alergia a metal são difíceis de diagnosticar na boca e podem aparecer como inflamações persistentes ao redor de restaurações e coroas por exemplo. Por esse motivo a zirônia é recomendada em substituição a metais na boca, conforme iremos descrever a seguir.

A alergia a metal é uma condição que pode causar preocupação em tratamentos odontológicos. Os sinais de alergia a metal são difíceis de diagnosticar na boca e podem se manifestar como inflamações persistentes ao redor de restaurações e coroas, por exemplo. É importante estar atento a esses sintomas para buscar o tratamento adequado o mais rápido possível. Além disso, é essencial informar o seu dentista sobre qualquer histórico de alergia a metais antes de realizar procedimentos odontológicos.

Zircônia pode ser utilizada em casos em que o paciente apresenta alergia a metais

Uma pessoa que já tenha em seu histórico alergia a bijuterias, botões metálicos, correntes é candidata a ter sinais de alergias após um tratamento dentário, principalmente devido ao níquel, presente nas ligas metálicas. O níquel também está presente em bijuterias, portanto alergias a botões metálicos ou semi-jóias são uma pista. Os principais tratamentos odontológicos que podem apresentar sintomas de alergia são:

Alergias a implante dentário são muito raras pois o titânio é um metal inerte (não reage com o organismo), assim como metais preciosos como ouro, prata e platina.

Acho que tenho alergia a metal, o que fazer?

Em caso de reclamação por suspeita de alergia a metais, consulte o cirurgião dentista. Em casos confirmados de complicações com o implante dental, poderá ser necessária a remoção dos metais e troca por outros materiais. Pacientes com histórico de muitas alergias já podem realizar seus tratamentos com zircônia de forma preventiva.

Após a remoção dos metais, um dentista de nossa equipe poderá substituí-los por outros materiais adequados. Isso pode ser necessário em casos confirmados de complicações com o implante dental. Pacientes com histórico de muitas alergias podem optar por realizar tratamentos com zircônia como medida preventiva.

A zircônia dental pode ser a solução para os casos de alergias

A zircônia é um material branco, altamente resistente e durável que apresenta a mesma função dos metais nas próteses dentárias. A tecnologia do uso da zircônia na prótese dentária fixa é muito avançada e os dentes são modelados de acordo com processos computadorizados denominados CAD CAM.

A estética de dentes em zircônia é sobretudo muito natural, e quase não tem contra indicações, ao passo que pode ser utilizada em implantes dentais anti-alérgicos.

A tecnologia de uso de zircônia na prótese dentária fixa é altamente avançada e utiliza processos computadorizados de modelagem chamados CAD CAM. Os dentes de zircônia proporcionam uma estética muito natural e apresentam poucas contraindicações. Além disso, podem ser utilizados em implantes dentais anti-alérgicos, e até mesmo para prevenir o reaparecimento de lesões ósseas em pacientes que tiveram NICO.

Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou então entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Endereço e Contatos da ImplArt, considerada como a melhor clínica de estética de dentes no Brasil.

Rua Cincinato Braga, 37 – cj 112

Bela Vista – São Paulo/SP – Região da Av. Paulista

11 3262-4750

Escanear o código