Pages Navigation Menu

A Implantodontia e Estética Dental pelo Especialista | fotos e video | implante dentario | reabilitação oral

Pessoas com periodontite podem colocar implante?

Pessoas com periodontite podem colocar implante?

A doença periodontal é o principal motivo de perda dentária em adultos. Trata-se de uma doença infecciosa e crônica que deteriora progressivamente os tecidos de suporte dos dentes. Porém a doença periodontal passa por várias fases e pode ser identificada e controlada em fase inicial. Os primeiros sinais de periodontite são o acúmulo de placa e tártaro que se não removidos podem evoluir para gengivite. Quando não tratada, a gengivite abre espaço para infecção bacteriana e deterioração progressiva do osso de suporte dos dentes.

Se você perdeu um ou mais dentes devido a periodontite, deve estar se perguntando: é possível repô-los com implantes dentários? É possível receber implante dentário com doença gengival? Se a infecção culminou na perda dos dentes, ela também não poderia causar o mesmo nos implantes?

A periodontite é considerada um desafio para a Implantodontia. É necessário identificar as melhores soluções para pacientes portadores da doença a fim de encontrar um tratamento eficaz. O sucesso a longo prazo requer um esforço conjunto entre dentista e paciente. O fato é que é possível colocar implante dentário em um paciente com periodontite, porém cada caso é analisado com muita cautela e planejamento. Para que a doença não acometa os dentes vizinhos e no implante, é importante trata-la e controla-la. O dentista também avalia o quadro de saúde geral do candidato antes de indicar o tratamento. Pessoas com diabetes, por exemplo, tem mais propensão a desenvolver doença periodontal.

O dentista indica o tratamento apenas quando verifica que há chances de sucesso no tratamento. Ainda assim não há garantia de 100% de sucesso. Após a colocação dos implantes, o paciente recebe orientações com relação a importância de se manter a boa higienização bucal para evitar acúmulo de placa e tártaro na prótese (focos de bactérias), o controle da diabetes e a importância de parar de fumar (quando são o caso). Também explica que é importantíssimo retornar ao consultório odontológico para consultas regulares (o intervalo entre as consultas é avaliado caso a caso). Nestas consultas o dentista avalia vários fatores de risco para o implante, como por exemplo se a higienização da prótese está sendo feita corretamente, os pequenos focos de acumulo de placa bacteriana nos dentes e na prótese, sinais de sangramento gengival e os primeiros sinais de infecção em torno do implante (peri-implantite). Portanto as consultas são essenciais para se tomar providências para tentar evitar a perda dos implantes dentários.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.