A principal necessidade odontológica solucionada pelos enxertos ósseos é a reconstrução da estrutura na mandíbula e maxilar para receber implantes dentários.

É de grande conhecimento da população que qualquer pessoa pode ser doadora voluntaria de órgãos, desde que deixe comunicado essa vontade aos seus familiares.

O que pouca gente sabe, é que também há possibilidade de deixar expressa o desejo pela doação de tecidos ósseos.

Essa modalidade de transplante é bastante utilizada não apenas em algumas cirurgias ortopédicas, mas também em cirurgias odontológicas.

Essa é uma necessidade real em pacientes que perderam um ou mais elementos dentários e não houve substituição imediata, ou então em pessoas que utilizam dentadura por muitos anos.

Pacientes nessas situações têm estrutura óssea local modificada por causa de um fenômeno chamado reabsorção óssea por ausência de elemento(s) dentário(s).

A atrofia óssea é progressiva e portanto deixa o osso mandibular e maxilar com pouca espessura e altura, condição que inviabiliza, a princípio, a colocação de implantes dentários.

A enxertia óssea para reconstrução dessa estrutura é sobretudo bastante utilizada na odontologia há muitos anos.

Dependendo da necessidade, o osso pode ser colocado em bloco ou então triturado.

Apesar de existirem outros métodos de enxertia com material sintético, a utilização de osso humano ainda é a mais indicada por haver menos risco de rejeição pelo organismo do paciente.

Saiba mais sobre enxerto ósseo

Como funciona

O processo de solicitação de osso humano para enxerto em odontologia é relativamente simples.

Para que o cirurgião dentista possa utilizar osso proveniente do banco de tecidos, é preciso que ele tenha um cadastro junto ao Sistema Nacional de Transplantes e logo após faça a solicitação através de um formulário.

A partir disso o nome dele é incluído em uma lista de espera. Há alguns custos para recepção do material, e para o paciente haverá o valor da cirurgia de enxerto ósseo.

Esse é um procedimento muito seguro e não há risco de contaminação para o paciente receptor, porque o tecido ósseo é captado e manipulado em um processo rigoroso.

São realizados exames com o intuito de descartar a possibilidade de doenças infectocontagiosas.

O material doado é manipulado com extremo cuidado para evitar contaminação por microorganismos.

O paciente que pretende colocar implantes dentários e possui pouca espessura e altura óssea, em princípio pode recorrer ao banco de tecidos musculoesqueléticos do Sistema Nacional de Transplante com um pedido através do cirurgião implantodontista.

Clínica ImplArt

A Clínica ImplArt é composta por profissionais especialistas em implantes dentários, tendo realizado milhares de implantes e procedimentos com resultados muito satisfatórios. Então venha nos fazer uma visita.

implante_dentario

(11) 3262-4750

contato@implart.com.br

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart