Dúvidas Freqüentes
Dúvidas Freqüentes

Abaixo temos algumas das perguntas mais freqüentes feitas por nossos pacientes sobre Odontologia e assuntos ligados à saúde bucal. Se você tem outras perguntas ou deseja agendar uma avaliação, por favor entre em contato por telefone (11 3262-4750) ou envie suas dúvidas através da página de Contato.

Você também pode esclarecer suas dúvidas na seção de Procedimentos, onde você encontra textos completos sobre os principais tratamentos Odontológicos, bem como sobre assuntos relacionados à Prevenção, Saúde, Odontologia Estética, Implantes e muito mais.

Prevenção e Dicas de Saúde

1. O que é a Cárie dental?

A cárie dentária é uma doença infecciosa e contagiosa que afeta os tecidos mineralizados dos dentes. As cáries ocorrem somente quando há formação de placa dental sobre os dentes, em presença de açúcar. O ácido formado pelas bactérias ataca a superfície do dente, causando a sua progressiva dissolução. Esta reação acontece sempre que acabamos de comer uma refeição e se acentua ao longo das horas. Ao higienizar corretamente seus dentes (com a escova e o uso de fio dental), você combaterá a placa bacteriana e conseqüentemente reduzirá a possibilidade de cáries dentárias.

ocultar

2. O que é a Placa Bacteriana?

A placa bacteriana é uma película esbranquiçada que se deposita sobre os dentes e tecidos bucais, composta de bacterias, resíduos alimentares e saliva. Essa placa converte os açúcares provenientes da alimentação em ácidos e venenos que podem causar a cárie dentária e a doença periodontal. Além disso, se não removida, a placa pode dar origem ao tártaro que pode levar a perda óssea e inflamação gengival. A formação da placa é contínua e somente pode ser controlada por hábitos regulares de higiene pessoal e profissional - promovidos pelo dentista.

ocultar

3. O que é o Tártaro?

É a placa bacteriana endurecida pela precipitação dos sais minerais na saliva. Tal como na placa bacteriana, no tártaro existe uma abundante presença de bactérias. Para eliminar o tártaro é necessário que se realize uma limpeza pelo dentista. A remoção do tártaro faz-se hoje com o recurso ao ultrassom. O uso do ultrassom aplicado à remoção de cálculo dentário é sem dúvida uma grande descoberta na odontologia; é um método indolor que rapidamente elimina o tártaro ou cálculo dentário, e consequentemente a gengivite e a reabsorção óssea.

ocultar

4. É normal que as gengivas sangrem?

Não, o sangramento gengival é indicativo da existência de uma gengivite, ou seja, uma inflamação das gengivas, que habitualmente está associada á presença da placa bacteriana; na qual as gengivas apresentam-se inflamadas, avermelhadas e com aspecto inchado.

ocultar

5. Como tratar o Mau-hálito?

A causa do mau-hálito pode ter uma grande variedade de fatores. Em alguns casos está ligado ao acúmulo de placa bacteriana sobre a língua, que deve ser removido com escovação. Porém na maioria dos casos pode ser um indicativo de doenças na boca, como periodontite, cáries e até câncer bucal. Existem doenças do trato digestivo que também podem causar mau hálito. Consulte o dentista caso não consiga controlar seu problema.

ocultar

6. Como posso saber se tenho Cancer Bucal?

Realize um exame na sua boca, na face e no pescoço e procure por manchas, lesões brancas, aumento de volume ou outras feridas que demoram a curar. Qualquer sintoma deve ser comunicado imediatamente ao dentista. Para prevenir evite o consumo exagerado e freqüente de álcool e fumo.

ocultar

7. Como escovar os dentes?

Deve começar por escovar os seus dentes com a escova voltada para a gengiva, ao longo do eixo do dente, e execute cerca de 10 movimentos vibratórios de 1 em 1 ou 2 em 2 dentes. Repita os movimentos sobre todos os dentes, pelo lado de dentro (lado da língua) e pelo lado de fora (lado da bochecha).

Nos dentes anteriores (superiores e inferiores) pelo lado de dentro (lado da língua), ponha a escova na vertical e execute os movimentos no sentido do eixo da escova, não esquecendo de fazer as cerdas da escova entrarem em contato com a margem gengival.

Nas superfícies em que mastigamos os alimentos, coloque as cerdas da escova sobre elas, ficando a cabeça da escova paralela a estas superfícies. Pressione e faça movimentos horizontais de vai-e-vem.

Se tiver sangramento freqüente durante a escovação dos dentes você deve informar ao seu dentista. Não se esqueça de escovar a língua, pois nela ficam alojadas bactérias que causam mau-hálito.

O uso de escovas elétricas é recomendado pois elas podem remover facilmente a placa bacteriana. Caso você tenha um espaço muito grande entre seus dentes, o uso de escovas interdentais é recomendado. Essas escovas também podem ser usadas por pacientes que usam aparelho ortodôntico.

Usando o fio dental

Imagens: Colgate www.colgate.com.br

Colgate

ocultar

8. Quando escovar os dentes?

Sempre após as refeições e principalmente à noite, antes de deitar. A melhor escova é a de cerdas com dureza média. Utilize na escovações uma boa pasta dentífrica, que contenha flúor. Não existem muitas diferenças significativas entre as diferentes marcas de pasta dental, portanto escolha a que melhor agrade ao seu paladar.

ocultar

9. É importante usar o fio dental?

Sim. Todos os dentes de nossa boca possuem 5 lados expostos e todos eles tem de ser limpos para evitar o acúmulo de placa bacteriana e conseqüentemente, as doenças que podem surgir. Uma boa escovação vai ser eficaz em limpar apenas 3 superfícies dentárias, porém as cerdas não conseguem entrar no espaço entre os dentes. É nessas superfícies que o fio dental deve ser inserido com cuidado e com movimentos amplos - como o de lustrar sapatos - desde a gengiva até a parte superior do dente. Um pedaço entre 30-40 cm é suficiente, e deve ser enrolado entre seus dedos médios, enquanto que os indicadores e os polegares realizam a limpeza. Se houver sangramento, é normalmente um indicativo de que existe uma inflamação gengival e não, o que a maioria das pessoas pensa, de que o fio cortou a gengiva.

Escovando os dentes

Imagens: Colgate www.colgate.com.br

Colgate

ocultar

10. Como utilizar o passa-fio?

Dobre a ponta do fio ou fita dental e passe-o pelo orifício do Passa-fio. Para ponte fixa Insira o condutor sob a ponte puxando pelo outro lado. Então higienize por debaixo da ponte. Para Aparelho Ortodôntico Insira o condutor entre o dente e o arame ortodôntico. Higienize normalmente.

ocultar

Implantes Dentários

1. Quero fazer um Implante mas tenho medo, o que fazer?

A instalação de um implante dentário é um procedimento muito simples. Em caso de um implante unitário, não deve levar mais do que 30 minutos. Em geral há apenas um desconforto leve após a colocação de um implante e você poderá trabalhar no dia seguinte. A colocação do implante no osso, impressiona os pacientes, porém é importante dizer que no osso há pouca invervação para dor, sendo apenas a gengiva que traz a sensibilidade, que é facilmente controlada por meio de medicamentos. A sedação consciente pode ser usada para diminuir a ansiedade.

ocultar

2. O que são implantes osseointegrados?

São uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 60, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade universal. São normalmente parafusos de titânio colocados em áreas desdentadas e que apresentam capacidade de exercer as funções mastigatórias e funcionais de maneira semelhante aos dentes naturais. Normalmente é colocado em duas etapas: uma para a inserção do implante de titânio propriamente dito - cirurgia mais extensa - e outra, alguns meses após, para a colocação de dispositivos que suportarão as próteses. Estas podem ser confeccionadas em curto período após a esta segunda etapa.

ocultar

3. São superiores às próteses convencionais?

Certamente são melhores que dentaduras e próteses removíveis ("pontes móveis"). Têm capacidade funcional semelhante às próteses fixas em casos de espaços desdentados relativamente pequenos, mas a opção por um ou outro tratamento deve ser cuidadosamente analisada pelo profissional e em acordo com a solicitação do paciente, pois as situações são muito diversas e impedem a discussão com regras fixas. Nos casos de desdentados totais ou de áreas posteriores a solução com implantes é normalmente melhor do ponto de vista funcional.

ocultar

4. Qual a chance de um implante dar certo?

Estudos de longa duração demonstraram que certos tipos de implantes apresentam taxas de sucesso acima de 90% nos implantes colocados e taxas superiores a 97% de sucesso das próteses (porque a perda de um implante não significa necessariamente a perda da prótese, pois está apoiada em outros implantes). Este índice de sucesso porém, é médio, e não vale igualmente para todas as regiões da boca. Os índices de falha em desdentados totais inferiores é próximo a 0% (zero por cento) e na região posterior da maxila, com osso pouco denso e após a colocação de implantes curtos (devido aos seios maxilares), a taxa pode chegar a 33%.

ocultar

5. O que existe de mágico no titânio?

Nada. É um material utilizado em ortopedia há muitas décadas. Simplesmente o titânio não sofre corrosão quando inserido no corpo humano e não apresenta fenômenos de rejeição imunológica, assim como outros metais da mesma família, como o nióbio por exemplo. O sucesso da técnica é devido a um bom conjunto de fatores e estas características do titânio sem dúvida são positivas, mas por si não garantiriam o sucesso do procedimento. O sucesso depende, em suma, do planejamento da técnica cirúrgica (que evita o super-aquecimento do osso), um período de cicatrização sem a colocação das próteses, e uma prótese adequada. Este protocolo para realização dos implantes possui minúcias que não podem ser desprezadas, e um profissional competente e bem treinado na técnica pode alcançar excelentes resultados.

ocultar

6. Quais os riscos cirúrgicos?

Mínimos. A cirurgia é normalmente realizada com anestesia local e é muito menos traumática do que outros procedimentos cirúrgicos odontológicos, como a remoção de dentes inclusos. O pós-operatório é muito bom e a maioria dos pacientes não relata qualquer incomodo maior. Existe, porém, um certo risco inerente a qualquer intervenção cirúrgica - como infecção pós-operatória, edema demasiado e alguns outros, mas em índices muito baixos e que não contra-indicam a técnica.

ocultar

7. Existe garantia de sucesso?

A princípio a alta taxa de sucesso é uma boa garantia, mas sempre existe, nos processos biológicos uma certa dose de imponderabilidade. Não há a possibilidade de certeza de absoluto sucesso, mas devido às taxas anteriormente citadas, o desconforto da cirurgia é muito inferior ao benefício de possuir uma prótese fixa, e mesmo nos casos onde ocorre a falha, o procedimento poderá ser refeito.

ocultar

8. Porque ocorrem as falhas?

A maioria porque o caso não é exatamente indicado para implantes. Tentar a colocação de implantes em casos não favoráveis deve ser uma opção consciente do profissional e do paciente, após a avaliação de todas as alternativas. Algumas falhas porém, ocorrem em casos aparentemente muito favoráveis e é praticamente impossível saber a causa real.

ocultar

9. O que acontece se o implante apresentar alguma mobilidade após a colocação da prótese?

Significa a perda do implante. Toda mobilidade é progressiva e indicativa de insucesso.

ocultar

10. Quanto tempo dura um implante? Qual sua vida útil?

Pode-se afirmar que em 95% dos casos, se os implantes não foram perdidos nos dois primeiros anos de uso, durarão por grande parte da vida do paciente.

ocultar

11. Esteticamente é bom?

Depende muito do sistema utilizado e das condições locais. A estética melhorou muito nos últimos anos. Lembre-se: por melhor que seja o implante e o profissional, o primeiro continua sendo uma prótese, ou seja, a substituição de dentes naturais por artificiais. Expectativa demasiada em relação à implantes é comum mas normalmente é sucedida de uma certa parcela de frustração. Em muitos casos a solução estética é apenas aceitável. O melhor raciocínio é funcional: o implante é muito superior a outros procedimentos de prótese e na ausência dos dentes é o que pode ser realizado de melhor.

ocultar

12. Devo voltar ao dentista depois de colocar os dentes?

É necessário no mínimo um controle clínico radiográfico a cada ano. É também uma obrigação do paciente comparecer a estes controles.

ocultar

13. Se o dentista disser que vai colocar três e na hora da cirurgia colocar dois ou quatro implantes?

Um planejamento adequado minimiza este problema o qual pode ser discutido antes mesmo da cirurgia, pois durante o procedimento cirúrgico a participação do paciente deve ser passiva e, convenhamos não é o melhor momento para a discussão de preço e formas de pagamento. Quando necessário, coloca-se os implantes adequados e adia-se toda a discussão por assim dizer "burocrática".

ocultar

14. Não é um exagero o dentista pedir tomografia computadorizada para análise do osso?

Não, especialmente no arco superior. Um estudo detalhado com o uso de tomografia computadorizada evita surpresas, especialmente aquelas da pergunta anterior.

ocultar

15. Em relação à capacidade de mastigação, vai melhorar após a colocação de implantes?

Os implantes apresentam resultados funcionais muito superiores aos obtidos por dentaduras e próteses removíveis. Os pacientes que usam dentadura há muito tempo e colocam implante sentem a diferença muito significativa.

ocultar

16. Se não existir osso suficiente, existem maneiras de aumentar a quantidade de osso disponível?

Sim, Na área da maxila podem ser feitas cirurgias para aumento de rebordo e/ou levantamento do seio maxilar, retirando-se osso do mento (queixo), do ramo da mandíbula ou da crista ilíaca. Na mandíbula o desvio do nervo alveolar inferior também pode ser realizados, mas as seqüelas pós-operatórias deste último diminui sua grandemente sua indicação.

ocultar

17. Quanto tempo dura uma cirurgia?

Normalmente não passa de uma a duas horas. Em casos excepcionais este tempo pode ser dilatado.

ocultar

18. Quanto tempo vou ficar sem usar prótese?

No caso do desdentado total, o período restringe-se a 3 a 4 dias após a primeira cirurgia. Na Segunda etapa, quando é feito o acesso aos implantes, o paciente não fica sem a prótese. No caso de próteses parciais, muitas vezes, o paciente não fica dia algum sem prótese.

ocultar

19. Devo extrair um dente natural para colocar implante?

O dente natural sempre é melhor do que qualquer prótese. Porém, em certas situações em que dentes naturais estão muito comprometidos por doença periodontal, por exemplo, pode-se aventar esta hipótese. Um planejamento global, levantando-se todas as alternativas, inclusive custo, deve ser mandatório. Não há consenso acerca do grau no qual o comprometimento dos dentes torna a colocação de implantes mais vantajosa.

ocultar

20. Pelo fato de ser um material estranho existem riscos de rejeição ou de contaminação com vírus por exemplo? Como um implante é esterilizado?

Não ocorre rejeição, pois o titânio é um material imunologicamente inerte. Quanto à contaminação, quando ocorre normalmente 'por via cirúrgica e não por falhas do processo de fabricação. Qualquer dos métodos normalmente utilizados para esterilização do implante - estufa ou autoclave - oferecem total segurança.

ocultar

21. Posso comer de tudo após a colocação das próteses? E se fraturar algum dente da prótese, o implante está perdido?

Não, mas as restrições não são muito severas. Certos alimentos podem fraturar até mesmo dentes naturais. De qualquer forma, uma alimentação com um mínimo de cuidados é suficiente para a preservação dos dentes das próteses suportadas por implantes. Um dado positivo é que o reparo de dentes fraturados é relativamente fácil.

ocultar

22. E se o implante falhar, qual o melhor procedimento?

Pode acontecer, especialmente em áreas de osso pouco denso e que permitam apenas implantes curtos. É sem dúvida um risco do processo. A melhor alternativa é tentar novamente, principalmente se houver osso suficiente, pois o osso após a remoção do implante tende a se tornar um pouco mais denso. O melhor é não ter pressa excessiva para resolver o problema, que é muito desagradável, mas inerente ao procedimento ainda que não ocorra freqüentemente. Normalmente em áreas de maior risco de perda o paciente deve ser convenientemente avisado previamente à cirurgia.

ocultar

23. Tenho prótese superior total. Gostaria de saber da possibilibidade de uma overdenture sem palato. Quantos implantes? Quais os custos?

A overdenture sem palato é uma boa opção. Para fazê-la são necessários ao menos 4 implantes.Outra opção é fazer uma prótese fixa sobre implantes. Nesse caso são necessários entre 4 a 6 fixações.Os custos desse tipo de tratamento são variáveis e sua realização depende de exames prévios para prever a disponibilidade óssea da região.

ocultar

24. Tenho um dente com uma pequena infecção. Um dentista que fui quer fazer cirurgia na raiz e deixar a coroa como está, outro pensa que é melhor não fazer a cirurgia, e sim, um implante. A diferença de preço é muito grande. Qual seria o melhor método?

As duas alternativas são boas dependendo da indicação. A primeira opção estaria indicada caso a raiz esteja em boas condições de continuar em função. Já a segunda seria melhor caso em casos de raiz fraturada, lesões ou cáries. Hoje em dia existe uma tendência a atuar com implantes, pois sabemos que os tratamentos duram muito tempo e tem resultados previsíveis. Dessa forma o custo/benefício do tratamento compensa.

ocultar

25. Gostaria de saber se quem tem pré-disposição para placa bacteriana pode fazer implante.

Sim, quem tem predisposição para placa bacteriana e doença periodontal pode sim fazer implantes, desde que o processo esteja controlado.

ocultar

26. Gostaria de fazer meu tratamento dentário pois sei como isso é importante, mas tenho verdadeiro pavor do tratamento e imagino como deve ser caro.

Nos dias de hoje dispomos dos mais recentes avanços na implantodontia, com valores muito acessíveis. Os tratamentos podem ser parcelados para facilitar o pagamento.

ocultar

27. Preciso realizar uma cirurgia de levantamento de seio maxilar (bilateral), para colocação de implantes na parte superior. Gostaria de saber quais os riscos? Como funciona o pós operatório? Se sentimos dores grandes? Enfim, tudo que se faça necessário para a minha tranqüilidade e decisão neste assunto.

A cirurgia de levantamento de seio maxilar é um procedimento seguro e rotineiro nas atrofias da maxila. O risco maior é de insucesso da cirurgia pela perfuração de uma membrana muito fina do seio maxilar.O pós operatório normalmente é muito bom, podendo haver leve dor e inchaço. Se estiver bem indicado deve ser feito, pois é a melhor forma de obter a reabilitação da área posterior da maxila.

ocultar

28. Moro em Manaus-AM e estou planejando uma ida à São Paulo para tratamento odontológico. É vergonhoso dizer, mas há anos não vou ao dentista porque tenho pavor. Tenho as seguintes dúvidas: Como eu posso fazer um orçamento prévio? Pessoalmente ou enviando alguns exames (Raio X, fotos, etc.)?

Temos uma estrutura que permite a resolução de tratamentos em um prazo mais curto do que o normal, segundo nossa filosofia de Day clinic. Caso o Sr tenha interesse em um estudo mais detalhado de seu caso, seria de grande ajuda o envio de uma radiografia panorâmica e fotos de sua arcada. De todo modo, posso garantir que os procedimentos atuais são completamente indolores.

ocultar

29. Gostaria de saber sobre a possibilidade de fazer a substituição de duas próteses removíveis com grampos por próteses fixas sem grampos ou implante. Gostaria e de acabar com a visualização dos grampos no sorriso.

Um tratamento como o seu aparenta pequena complexidade e pode ser concluído em um prazo curto, segundo nossa filosofia de Day clinic. Sugerimos sempre que seja feito também um clareamento dental para que todo o sorriso se torne mais branco e esteticamente mais bonito. Caso o Sr tenha interesse em um estudo mais detalhado de seu caso, seria de grande ajuda o envio de uma radiografia panorâmica e fotos de sua arcada.

ocultar

30. Tenho duas pontes fixas (uma em cada lado) na parte de cima e estou com dois implantes iniciados (foram colocados os pinos). Gostaria de completar os implantes e trocar todos os dentes por dentes brancos e bonitos, pois os meus são amarelos e as pontes estão velhas, com os metais aparecendo. Moro em Salvador, Bahia, gostaria de saber quantos dias seriam necessários para fazer um tratamento.

Um tratamento como o seu tem pequena complexidade e pode ser concluído em um prazo entre 10 e 15 dias, segundo nossa filosofia de Day clinic e Spa odontológico. Sugerimos sempre que seja feito também um clareamento dental para que todo o sorriso se torne mais branco e esteticamente mais bonito.

ocultar

31. Uso dentadura inferior e superior, tenho 52 anos, posso recuperar minha dentição? É possível informar custos?

Hoje em dia é possível recuperar a dentição, pois existem múltiplas alternativas, principalmente com implantes dentários. Para passar orçamento preciso de estudos mais detalhados por meio de exames, que podem ser facilmente feitos.

ocultar

Odontologia Clínica

1. Tenho uma bolinha de pús que aparece e desaparece de tempos em tempos, o que é?

Provavelmente trata-se de um abcesso dentário. Você deve consultar o dentista para que ele examine seu caso.

ocultar

2. Um dos meus dentes já teve o canal tratado, mas ainda sinto uma leve sensibilidade nele, o que pode estar acontecendo?

É possível que ainda exista contaminação na parte final da raiz do dente. Isto pode ter ocorrido por um tratamento insatisfatório ou por uma reinfecção do dente. Nestes casos um retratamento do canal deve resolver o problema. Em outros casos pode ainda haver uma fratura do dente em questão, o que requer a extração do dente.

ocultar

3. Faz alguns anos eu bati o meu dente e ele ficou escuro, por que isso ocorreu e como posso tratá-lo?

Em um dente que sofre trauma, há em alguns casos uma hemorragia interna do dente, que acaba por manchá-lo com os sais de ferro que vem da hemoglobina do sangue. Pode também haver a formação de uma camada adicional de dentina dentro do dente que é mais amarelada. Nesses casos pode ser necessário realizar o tratamento de canal do dente. Em outros casos um clareamento dental unitário pode resolver o problema.

ocultar

4. Sinto um barulho e/ou dor no ouvido quando mastigo ou abro a boca. Meu queixo pode cair?

Seu queixo não pode cair, porém pode existir um problema grave na articulação de seu maxilar que deve ser examinado pelo dentista. Na maioria dos casos o tratamento é feito com aparelhos removíveis também conhecidos como placa de mordida.

ocultar

5. Há 4 meses fiz um tratamento de canal no último dente molar e após receber a anestesia tive meu queixo ficou dormente e até hoje não voltou a sensibilidade.

Provavelmente durante a anestesia, a agulha encostou no nervo sensitivo. A sensibilidade deve voltar com o tempo. Existem tratamentos com Laser que são bons em casos como o seu, porém a recuperação total da sensibilidade é pouco provável.

ocultar

6. Sinto muita sensibilidade em meus dentes quando tomo água gelada, ou com o ar, qual o meu problema?

Muitas vezes esse tipo de sensibilidade é causado por retrações gengivais que expõem o o colo ou até a raiz do dente. O Dentista deve avaliar seu caso para determinar a melhor conduta a seguir, que pode ser uma restauração dentária, uma aplicação de flúor concentrado na região, ou uma cirurgia para recobrir o colo. Uma cárie dentária também pode ser causa de dor.

ocultar

7. Gostaria de saber para que serve um arco no céu da boca,porque estou usando e me incomoda muito.

Esse tipo de arco serve normalmente para ajudar na movimentação ortodôntica e não deve machucar. Melhor procurar diretamente o seu dentista para verificar se o aparelho precisa um ajuste.

ocultar

8. Tem aparecido em minha boca parece umas lesões brancas que demoram para melhorar, gostaria de saber qual especialista na área de odontologia eu devo procurar? Tenho 28 anos.

Você deve procurar um especialista em semiologia ou estomatologia.

ocultar

9. Tenho prótese superior e gostaria de ir dançar numa discoteca. Porém, dizem que a cor prótese fica diferente sob a luz negra. Alguns colegas já riram por descobrirem que eu estava usando.

Provavelmente os dentes de sua Prótese não tem uma fluorescência semelhante à de dentes naturais. Existem hoje em dia dentes artificiais com essa propriedade. Acredito que a Sra. precisará trocar a sua Prótese para ter o resultado esperado.

ocultar